Moreno: «Senti a equipa ansiosa, a querer decidir muito rápido»

Bruno José Ferreira , Estádio D. Afosno Henriques
1 abr, 20:51
Santa Clara-Vitória de Guimarães (EDUARDO COSTA/LUSA)

V. Guimarães-Paços Ferreira, 0-0 (reportagem)

Declarações de César Peixoto, treinador do Paços de Ferreira, na sala de imprensa do Estádio D. Afonso Henriques, após o empate sem golos frente ao Vitória de Guimarães:

«Acho que não fizemos um bom jogo. Foram duas partes diferentes, estivemos melhor na segunda, mas mesmo na segunda não fomos o que temos sido. Fomos superiores ao Paços quando estivemos em superioridade numérica. A primeira parte a responsabilidade é minha, a equipa não está confortável em 4x3x3, por ausência de atletas apostámos nesse sistema, na segunda parte fomos para o sistema habitual, mas não fomos o que costumamos ser. Fomos melhor nos dez minutos, mas não é por esses dez minutos que posso dizer que este resultado é injusto. Há três semanas a nossa resposta foi muito melhor com o Arouca. Temos de perceber o que temos de melhorar, também responsabilidade minha. Sinto a equipa muito ansiosa, a querer decidir muito rápido e a não ter paciência com bola».

[Juventude?] «Os adeptos do Vitória não estão para ouvir essa questão. Mas, hoje tivemos seis miúdos que no ano passado estavam na Liga 3. Sei que os adeptos querem um Vitória a jogar melhor e a ganhar, mas temos de perceber o que é jogar no Vitória. Temos de ter mais calma, mais critério, por vezes com este ambiente querem corresponder rápido, mas estou satisfeito e não é este jogo menos conseguido que me tira alguma confiança. É este o projeto do clube».

[Lameiras] «Entrou muito bem, as opções são tomadas por questões de comportamentos e com rendimentos. Foi sempre um profissional fantástico, está relacionado com rendimento, outros colegas estiveram melhor do que ele. Nunca se lamentou, foi chamado à atenção quando tinha que ser, ficou de fora quando tinha de ficar e trabalhou sempre para ser opção. É um dos exemplos, dos sinais positivos, que tivemos no jogo. Até ao final vão ser precisos todos».

Patrocinados