FC Porto-Sporting, 3-0 (destaques dos leões)

André Cruz , Estádio do Dragão, Porto
20 ago, 22:45

Adán ou Porro, qual o mais azarado?

A FIGURA: Ugarte

Já não contou com o parceiro habitual Matheus Nunes e foi forçado a fazer trabalho redobrado. O médio leonino esteve em evidência nos duelos defensivos e na capacidade de romper linhas e aproximar os setores do Sporting. Ficou condicionado com o cartão amarelo aos 16 minutos, mas conseguiu sempre imprimir serenidade em todas as ações.

O MOMENTO: Porro reduz capacidade leonina, 75m

O Sporting entrou galvanizado na segunda parte e somou algumas aproximações à baliza de Diogo Costa, mas ficou sem capacidade de igualar os dragões quando se apanhou reduzido a 10 elementos. Na tentativa de evitar o golo de Galeno, o lateral espanhol protagonizou um momento à guarda-redes e, inevitavelmente, acabou expulso com cartão vermelho direto. Além disso, somou vários passes falhados durante o tempo em que esteve em campo. Alguns deles surgiram mesmo em zona de risco.

OUTROS DESTAQUES

Pedro Gonçalves: quando a bola lhe chega aos pés, é sinal de perigo. No último terço, foi dos melhores a definir. Na segunda parte, foi forçado a recuar para pegar no jogo e deixou provas da elevada qualidade técnica que tem, saindo na finta curta e procurando combinações simples com os colegas.

Trincão: parece cada vez mais entrosando com a ideia de Amorim e com os colegas. As suas fintas de corpo deram bastante trabalho a Zaidu, a quem sempre tentou explorar as costas e ganhar na profundidade. Podia ter levado o jogo com 1-1 para intervalo, após uma definição de bom nível, mas Diogo Costa negou-lhe tal feito.

Adán: se a noite de Porro foi má, o que dizer da do guarda-redes espanhol! Saiu de forma intempestiva no lance do 1-0 e abalroou Taremi, permitindo que a bola sobrasse para Evanilson. Aos 85 minutos, nova má saída da baliza. Galeno correu desenfreadamente e Adán foi disparado aos seus pés, acabando por provocar penálti.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados