Cinco clubes falham prova de inexistência de dívidas salariais

23 mai, 19:04
Boavista-V. Guimarães (Lusa)

Boavista, Varzim, Académica, Leixões e Trofense tem 15 dias para «fazerem demonstração do cumprimento salarial» referente aos meses de março e abril

Boavista, Varzim, Académica, Leixões e Trofense falharam a obrigação de demonstrar a inexistência de dívidas salariais entre março e abril, segundo informou a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

«A Liga Portugal informa que 29 Sociedades Desportivas - duas das quais com equipas B - cumpriram a obrigação de demonstrar a inexistência de dívidas salariais referentes aos meses de março e abril», refere o organismo em comunicado.

Entre todos que competem nas ligas profissionais apenas os cinco emblemas anteriormente referidos falharam o controle salarial dos últimos dois meses e têm agora 15 dias para «fazerem demonstração do cumprimento salarial». 

«Em cumprimento do previsto no n.º 5 do artigo 78.- A do Regulamento de Competições da Liga Portugal, foram notificadas o Boavista FC, Varzim SC, A. Académica, Leixões SC e CD Trofense para, no prazo de 15 dias, fazerem demonstração do cumprimento salarial dos referidos meses», lê-se ainda.

Entretanto, o Boavista garantiu ao Maisfutebol que tem a situação salarial regularizada e que a validação desses pagamentos «está dependente de questões formais», esperando que tudo fique resolvido «nos próximos dias».

«O Boavista tem a situação salarial regularizada com todos os seus profissionais. Não há salários em atraso. A validação do pagamento dos salários junto da Liga Portugal, que vai acontecer nos próximos dias, está apenas dependente de questões formais. Como é do conhecimento público, o Boavista está inserido num grupo que contempla a existência de vários clubes e, por isso, tem as suas contas auditadas internamente, o que faz com que, por vezes, haja atrasos nas formalidades que são necessárias entregar na Liga Portugal», explicou fonte do clube.

Também o Leixões prometeu «cumprir os prazos regulamentares» para demonstrar que os salários de março e de abril estão em dia. 

«Estamos totalmente tranquilos», disse à Lusa uma fonte da SAD do clube de Matosinhos, acrescentando que «os sócios e adeptos podem estar tranquilos porque esta situação não constitui um problema».


[artigo atualizado às 20h42 e originalmente escrito às 19h04]

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados