FC Porto-Sporting: Rui Cerqueira apresenta queixa-crime contra Varandas

8 ago, 19:37
FC Porto-Sporting

Queixa estende-se à SAD, clube e funcionários dos verde e brancos

O diretor de imprensa do FC Porto, Rui Cerqueira, avançou com uma queixa-crime no Tribunal Judicial da Comarca do Porto contra o presidente do Sporting, Frederico Varandas, a SAD, o clube e funcionários do clube verde e branco.

Fonte do FC Porto confirmou, à Lusa, a existência de uma participação criminal por parte de Rui Cerqueira, que acusou os visados de terem prestado declarações falsas perante autoridades e instituições, tendo juntado ainda um pedido de indemnização civil.

Em causa estão os incidentes observados no final do FC Porto-Sporting (2-2), da 22.ª jornada da edição 2021/22 da I Liga, a 11 de fevereiro, que levaram o Sporting a anunciar a intenção de apresentar uma queixa-crime contra Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, Vítor Baía, vice-presidente e administrador da SAD portista, e Rui Cerqueira por «agressões verbais e tentativas de agressão física» a Varandas.

No dia seguinte ao jogo, os lisboetas precisaram em comunicado que «os três elementos, rodeados de vários seguranças, efetuaram uma espera» a Varandas, quando este se deslocava para o autocarro da equipa, e que «Rui Cerqueira abalroou de forma violenta o presidente do Sporting, retirando-lhe da mão a carteira com telemóvel, cartões pessoais de identificação e cartões de crédito, e colocando-se de imediato em fuga».

O clube de Alvalade comunicou ainda que iria fazer uma participação disciplinar «com vista à interdição do Estádio do Dragão», devido às «agressões a jogadores do Sporting por elementos estranhos ao recinto de jogo, e que estão documentadas em imagens».

Já o FC Porto desmentiu «quaisquer agressões», responsabilizando Frederico Varandas pelos desacatos, face a uma alegada «atitude provocatória e insultuosa desde o primeiro ao último minuto da sua visita ao Dragão».

Em 14 de junho, já depois da conclusão da última época, os processos instaurados pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol sancionaram o diretor de imprensa do FC Porto e Vítor Baía com 115 e 25 dias de suspensão, respetivamente, e a SAD portista com uma multa de 16.320 euros, enquanto Sérgio Conceição foi absolvido.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados