Luís Freire: «Exibição competente, abnegada e com uma crença enorme»

Nuno Dantas , Estádio dos Arcos
5 nov 2023, 21:01

Treinador do Rio Ave estava visivelmente satisfeito com o triunfo alcançado

Luís Freire, treinador do Rio Ave, na sala de imprensa, após vitória por 2-0 frente ao Boavista:

«Já jogamos pior e ganhámos mais pontos. Este ano as coisas não estão a acontecer isso. Era um jogo muito importante para nós, esta semana falamos muito sério com os jogadores. Tínhamos de ter mais fel, mais garra. A partir dos dez minutos, começamos a anular bem o Boavista e com uma grande jogada de futebol fazemos o 1-0. Na primeira parte não concedemos nada ao Boavista, com uma primeira parte competente.

Ao intervalo pedi o segundo e e pedi para acabar com isto, acabar com o nosso trajeto de azar. Fizemos o segundo na primeira vez que vamos à baliza e isso tranquilizou a equipa e permitiu gerir o jogo emocionalmente. A equipa soube segurar o jogo. O Boavista podia ter reduzido, mas senti a equipa sempre muito segura.

Foi uma exibição competente, muito abnegada e com uma crença enorme. Aqui ninguém se verga, estamos na luta. É fundamental acreditar em nós. Do ponto de vista amímico, esta vitória vai fazer grande diferença. Com o Braga estávamos a ganhar, com o Sporting fizemos o segundo, mas foi anulado, com o Porto estivamos a ganhar até aos 90.

É um ano difícil, mas com a confiança e com o crédito que nos deram foi fundamental. Esta vitória vai trazer mais animo para o grupo. Foi uma época difícil porque perdemos muitos jogadores e para uma equipa que precisa de todos, é difícil perder tantos jogadores. Todos são importantes.

O fator casa é importante para qualquer equipa e mesmo nos jogos mais difíceis os adeptos estiveram sempre por nós e têm sempre uma palavra para nos dar. O fator casa e o não sofrer golos são fundamentais porque se não sofrermos estamos a pontuar.

[a equipa temeu quando o Boavista marcou?] Senti a equipa solta e a partir do 1-0 o Rio Ave esteve sempre mais perto do segundo. Hoje senti, antes do jogo, que tinha de dar para nós e que esta equipa não ia deixar cair mais jogos. Foi um jogo emotivo e um jogo vivo».

Relacionados

Patrocinados