FC Porto-Gil Vicente, 1-1 (destaques)

André Cruz , Estádio do Dragão, Porto
27 fev, 23:01

Navarro com classe para o recorde

A FIGURA: Fran Navarro

Calero e Elder Santana tinham marcado na jornada passada na ausência do espanhol. Mas, esta noite, mostrou o porquê de não ter competição à altura para a frente de ataque gilista. Teve uma tarefa hercúlea, uma vez que o Gil Vicente jogou quase todo o jogo com 10 elementos, mas só precisou de uma oportunidade para fazer um golo. E é disso que se fazem os grandes avançados. Conseguiu quebrar um recorde e fê-lo com classe.

O MOMENTO: Navarro para o recorde (62m)

O avançado espanhol tirou Fábio Cardoso do caminho com um túnel e, depois, finalizou com mestria. Que bela forma de se tornar o máximo goleador do Gil numa edição da Liga (13 golos)!

OUTROS DESTAQUES

Pedrinho

O cérebro do meio-campo gilista. Já tem sido assim nas últimas jornadas e esta noite não foi exceção. Não executa um passe sem ter a certeza de que é a opção certeira, guarda a bola quando assim é preciso e combina com os colegas de forma simples, mas tremendamente eficaz. Passe, visão e leitura de jogo… tem tudo.

Samuel Lino

É, claramente, diferenciado. Tentou levar o Gil para a frente com as suas arrancadas pela esquerda. Foi ainda altruísta e ajudou Talocha a fechar o corredor, num espírito de compromisso notável.

Andrew

Frelih ainda está para voltar, mas já ganhou um concorrente. Ao terceiro jogo, voltou a exibir-se em bom plano. Parou um remate de Vitinha (61m) com a defesa da noite e esteve seguro, numa noite em que viu a bola bater nos ferros por três vezes.

Evanilson

Falhou na definição no primeiro tempo e não foi dos seus melhores jogos nesta temporada. Mas, na segunda parte, estava no sítio certo para empatar o jogo (66m) e relançar os portistas para a tentativa de arrancar o triunfo.

Pepê

Se o FC Porto entrou mais dinâmico na segunda parte, também se deveu ao extremo brasileiro. Enviou uma bola ao poste logo no recomeço e tentou ser agitador. Não o conseguiu de forma regular e ainda precisa de soltar-se mais, mas já mostra recursos muito valiosos.

Relacionados

Patrocinados