FC Porto-Benfica, 0-1 (destaques dos dragões)

Vítor Hugo Alvarenga , Estádio do Dragão, Porto
21 out 2022, 22:32

Otávio vale por dois

A FIGURA: Otávio

O que joga Otávio. Pela direita, ao centro, com liberdade de movimentos, preso ao corredor central. Se há figura incontornável nesta equipa orientada por Sérgio Conceição, ao longo dos últimos anos, é sem dúvida alguma o internacional português, pela intensidade que coloca no seu jogo e pela forma como contagia os companheiros de equipa nesse processo. O FC Porto disfarçou em certos períodos a inferioridade numérica e Otávio contribuiu para esse cenário, sempre com uma qualidade acima da média.

DESTAQUES DO BENFICA

O MOMENTO: sinal vermelho para Eustáquio, 27m

O FC Porto entrou melhor no jogo e o Benfica já transmitia uma ligeira sensação de equilíbrio quando Stephen Eustáquio viu dois cartões amarelos em apenas três minutos, por entradas perigosas sobre Bah. Uma imprudência do internacional canadiano que condicionou definitivamente as aspirações do campeão nacional no jogo.

FICHA DE JOGO

OUTROS DESTAQUES:

David Carmo: fez uma das melhores exibições com a camisola do FC Porto e isto num clássico que acabou por pender para o lado encarnado. Tem formado uma dupla cada vez mais sólida com Fábio Cardoso e acumulou intervenções de bom nível ao longo do encontro, num setor recuado que acabou por sucumbir em contra-ataque. Tem de agradecer a Diogo Costa por ter evitado um autogolo que David Carmo, pelo que fez, não merecia.

Galeno: foi a surpresa preparada por Sérgio Conceição para o clássico e prometeu bastante na etapa inicial, forçando os jogadores do Benfica a sucessivas faltas, com a respetiva acumulação de cartolinas amarelas. Bah, sobretudo, teve de aguentar as constantes investidas do brasileiro pelo seu flanco. Porém, caiu de produção na etapa complementar e acabou por sair.

Diogo Costa: enorme defesa já no período de descontos, na sequência de um cruzamento de David Neres que levou David Carmo a desviar a bola para a própria baliza. Os adeptos do Benfica já se preparavam para festejar o segundo golo encarnado quando o internacional português voou para manter viva a esperança do FC Porto. Atravessa um grande momento de forma.

Taremi: deu tudo por um resultado positivo, correndo quilómetros em prol da equipa, sobretudo após a expulsão de Stephen Eustáquio. Antes, tinha ficado muito perto do golo com um bom cabeceamento, para defesa estupenda de Vlachodimos. Enfrentou missão de sacrifício com dez, fechando o flanco direito, mas ainda pressionou Gilberto para nova intervenção decisiva do guarda-redes do Benfica. No lance do golo de Rafa, quando viu Pepê na área contrária, ainda fez um sprint louvável para tentar anular o contra-ataque encarnado pelo lado esquerdo. Em vão.

Veron: entrou com entusiasmo, depois de uma exibição positiva em Anadia, e conseguiu encontrar alguns espaços na área do Benfica, fruto de uma velocidade assinalável. Porém, falhou no capítulo da finalização.

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados