Estoril-Famalicão, 2-0 (crónica)

Adérito Esteves , Estádio António Coimbra da Mota, Estoril
6 ago, 20:07

Este «canarinho» tem estaleca de grande

Desde quando é que alguém precisa de tempo para se adaptar a jogar em casa?

Acha que sim?

Então dê uma espreitadela na estreia de Tiago Gouveia com a camisola do Estoril.

Vai parecer que o jovem extremo emprestado pelo Benfica já estava na equipa há anos. Apesar de ter chegado há apenas 10 dias.

E sabendo-se que Gouveia é natural de Cascais, diríamos que os ares de «casa» souberam-lhe bem. E para primeira imagem, deixa o seu nome associado aos dois golos com que o Estoril derrotou o Famalicão, na estreia nesta edição da Liga.

Também, verdade seja dita: o camisola 21 do Estoril será certamente um dos jogadores que melhor conhece as ideias de Nelson Veríssimo, depois de ter trabalhado com ele nas duas últimas épocas, na equipa principal e na B do Benfica.

E isso também ajuda ao conforto.

Mérito também para Veríssimo, claro. Na estreia pelos «canarinhos», o treinador lançou no onze titular quatro reforços. Dois deles, que trabalharam com ele no Benfica B na época passada.

E além de Tiago Gouveia, Pedro Álvaro também foi titular. Juntando-se a esses dois nomes, outros dois com mentalidade «grande»: Gonçalo Esteves (emprestado pelo Sporting) e Ndiaye, formado no FC Porto.

Perante um Famalicão que mostrou muito pouco, apesar de ter no banco e no campo uma estrutura que vem da época passada, o Estoril só demorou mesmo a arrancar.

E arrancou a todo o gás pelo corredor direito, nas asas de Tiago Gouveia.

Após um início algo nervoso, a equipa da casa chegou à vantagem aos 23m, depois de uma jogada do extremo que deixou o adversário direto para trás com uma receção orientada e cruzou para a área, onde surgiu Geraldes a aproveitar um desvio da defesa famalicense para marcar.

Em cima do intervalo, repetiu-se a receita e o resultado. Tiago Gouveia recuperou uma bola na tentativa de sair de trás dos minhotos, ultrapassou um adversário em velocidade e serviu para o golo de Arthur.

O Famalicão esboçou uma resposta no início da segunda parte, mas surgiu Dani Figueira a voar para defender um penálti de Millán que podia relançar os famalicenses na partida.

Depois, bastou ao Estoril gerir. Emoções e o resultado. E segurar os três pontos na estreia na Liga.

Mostra estaleca de grande este «canarinho» de Veríssimo.

Patrocinados