Vizela-Belenenses, 2-0 (crónica)

André Cruz , Estádio do FC Vizela, Vizela
2 jan, 20:27

Festa a dobrar no Minho

PUB

Jogou-se no Minho a primeira partida da Liga em 2022. O Vizela entrou no novo ano com motivos de festa redobrados e bateu o Belenenses por 2-0, num jogo em atraso da 13.ª jornada, por culpa do surto de covid-19 que abalou os azuis.

Ainda nem tinha soado o apito inicial e já se vivia clima de festa em Vizela. Acenderam-se as velas, aqueceram-se as vozes e cantou-se, em uníssono, «parabéns» ao clube minhoto que este sábado comemorou o 83.º aniversário.

PUB

O Vizela entrou embalado no primeiro tempo e a mostrar vários recursos, sobretudo nas bolas paradas, com um leque variado de jogadas estudadas. E foi mesmo através de uma boa jogada de combinação que os vizelenses se colocaram na frente do marcador. Kiko Bondoso serpenteou desde o corredor direito, tocou em Zohi e disparou de pé esquerdo na zona da meia lua para aumentar a euforia nas bancadas.

Mas o Belenenses vinha a Vizela para estragar a festa e a resposta surgiu rapidamente. Lukovic aqueceu as luvas de Pedro Silva e, pouco depois, serviu Abel Camará que também causou calafrios à defensiva vizelense.

PUB
PUB
PUB

Os anfitriões, nesta altura, não estavam nada cómodos. Afonso Sousa atormentava a defesa minhota e colecionou algumas oportunidades para restabelecer a igualdade, a par do igualmente inconformado Camará.

A tranquilidade, porém, iria chegar pouco depois. Luiz Felipe com uma saída intempestiva da baliza derrubou Zohi e Cassiano tratou de cobrar a grande penalidade e acalmar as hostes. Uma prenda para o Vizela que temia as investidas dos visitantes.

A toada manteve-se no início do segundo tempo. O Belenenses conseguia aproximar-se, mas continuava perdulário. Pedro Nuno ameaçou e, mais tarde, Safira desperdiçou a melhor oportunidade dos azuis em toda a partida, graças a mais uma boa intervenção protagonizada por Pedro Silva.

Estes primeiros instantes abanaram o Vizela, que quis ser dono do jogo. Kiko Bondoso conduziu a reação dos minhotos e ficou muito próximo de fazer o 3-0, por duas vezes.

À medida que os ponteiros avançavam, o Belenenses perdia clarividência no momento ofensivo e deixou de jogar com tantos homens na frente, não conseguindo chegar ao golo que permitisse estragar a festa dos homens da casa.

PUB
PUB
PUB

Após duas derrotas consecutivas, o Vizela coloca a cereja no topo do bolo: vence pela primeira vez em casa na Liga e sem sofrer golos. O Belenenses perde pelo quinto jogo consecutivo e continua aflito a segurar a lanterna vermelha.

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Patrocinados