«Belenenses não pediu a ninguém para adiar o jogo com o Benfica»

27 nov 2021, 12:39
Belenenses-Benfica
Belenenses-Benfica

Rui Pedro Soares, presidente do Belenenses, falou em conferência de imprensa

PUB

O presidente do Belenenses revelou neste sábado que não foi pedido pelo clube que o jogo frente ao Benfica não se realizasse, devido ao surto de Covid que foi detetou 17 casos positivos no clube, a maioria são jogadores, mas também elementos do staff, incluindo Filipe Cândido, treinador, bem como o adjunto.

«Não pedimos o adiamento do jogo a ninguém. Nem ao Benfica nem à Liga, nem às autoridades de saúde. Até este momento isso não aconteceu nem vai acontecer. O Belenenses não vai pedir o adiamento do jogo», começou por dizer Rui Pedro Soares, em conferência de imprensa via zoom.

PUB

«As únicas conversas que teriam validade para adiar o jogo seriam entre mim e o presidente do Benfica. Estivemos em diálogo ontem [sexta-feira] e nunca a hipótese de adiar o jogo foi colocada por mim ao presidente do Benfica. Olhamos para o calendário e percebemos o constrangimento que vai colocar um possível adiamento», acrescentou.

O dirigente não afasta, porém, a possibilidade de o jogo não se realizar, sublinhando, porém essa decisão só pode ser tomada por uma entidade.

PUB
PUB
PUB

«Nós temos 38 jogadores inscritos na Liga, confiamos neles e por isso a decisão de adiar o jogo não é do Belenenses nem do Benfica, mas da autoridade de saúde, em quem confiamos plenamente. Vamos realizar testes PCR esta tarde e quem estiver negativo vai a jogo e se tivermos de colocar jogadores em isolamento, colocaremos», apontou.

Na mesma conferência, Rui Pedro Soares realçou ainda que há cerca de um ano, quando o Benfica teve um surto de covid, o clube pediu ao Belenenses para adiar o jogo da Taça de Portugal e que o clube aceitou.

«No ano passado, o Benfica pediu ao Belenenses para adiar o jogo da Taça, três dias depois de o Nacional não ter aceitado adiar o jogo da Liga. E o Belenenses aceitou o adiamento. O jogo só se realizou porque o Marítimo, que também era parte interessada, obrigou a que o jogo fosse disputado», sublinhou.

A estrutura do Belenenses assumiu ainda que teme que alguns dos casos agora detetados sejam da nova estirpe detetada na África do Sul, uma vez que Cafu Phete esteve na seleção, é um dos jogadores infetados e grande parte dos restantes terão ficado infetados no jogo com o Caldas, dias após o regresso.

PUB
PUB
PUB

«Essa hipótese tem de ser considerada, porque o Cafu chegou da África do Sul há nove dias, ele já tinha covid mais do que uma vez e está no grupo dos jogadores que está positivo. Por isso, essa possibilidade tem de ser colocada», indicou Rui Pedro Soares.

Esta é, de resto, a terceira vez que o internacional sul-africano testa positivo à covid. Há ainda o caso de Yaya Sithole, que também já testou três vezes positivo e que se encontra retido em África do Sul, depois de não ter conseguido voltar após os compromissos da seleção.

Rui Pedro Soares garantiu ainda que «todos os jogadores estão vacinados» e que, apesar de «alguns jogadores» terem sintomas, «a maioria está assintomática».

[artigo atualizado]

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados