Conceição: «Foi um dia mau, difícil de aceitar pela história do FC Porto»

Vítor Maia , Estádio do Dragão, Porto
13 set, 23:12

Treinador do FC Porto confessou saber o que faltou à equipa na goleada sofrida em casa contra o Club Brugge

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, em declarações na sala de imprensa do Dragão, após a goleada de 4-0 sofrida contra o Club Brugge, em jogo da segunda jornada do grupo B da Liga dos Campeões:

«Vamos analisar o jogo. Tenho o jogo na minha cabeça. Senti que faltou intensidade, agressividade, alegria... faltou tudo o que é a base da equipa e que já mostrámos ter nos anos anteriores. Mesmo em Madrid fizemos um jogo acima da média, jogo esse que foi elogiado por todos. 

Mesmo na pré-época, em jogos sem objetivos como fizemos, não estivemos da forma que estivemos hoje. Vamos analisar tudo. Sei o que faltou. Vamos conversar com os atletas. Não é esta a imagem do clube. Era um jogo de Champions no qual essas características, associadas a alguma maturidade, têm de estar presentes. Caso contrário, acontecesse que um clube belga, com todo o respeito pelo Brugge e pela Liga belga, onde já joguei e treinei e é uma Liga difícil, venha a nossa casa... Não é normal nem habitual.»

[Derrota explica-se pelas saídas de jogadores importantes que não foram colmatadas]:

«Podemos arranjar mil e uma coisa como desculpa. Temos de olhar para o jogo contra o Estoril que será um jogo difícil na nossa caminhada. Vamos analisar e dissecar este encontro. Foi com estes jogadores que ganhámos a um rival direto e fizemos uma exibição acima da média em Madrid. Nem tudo estava uma maravilha antes, nem agora tudo está mau. Foi um dia mau, difícil de aceitar porque representamos um clube com um peso e uma história diferente da imagem que demos hoje. Vamos olhar para o jogo contra o Estoril como uma final e temos de deixar uma imagem completamente diferente.»


 

Relacionados

Champions

Mais Champions

Patrocinados