Covid-19: quase 500 empresas pediram lay-off simplificado em dezembro

Agência Lusa , RL
4 jan, 19:41
Discoteca Mome
Discoteca Mome

Pedidos correspondem a mais de cinco mil trabalhadores

PUB

Quase 500 empresas dos setores cuja atividade foi suspensa em dezembro devido à pandemia de covid-19 pediram para aderir ao 'lay-off' simplificado, segundo dados do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

"Em dezembro de 2021, entraram 498 pedidos na Segurança Social que correspondem a 5.099 trabalhadores", disse fonte oficial do ministério de Ana Mendes Godinho à Lusa.

PUB

Devido ao agravamento da pandemia motivado pela nova variante Ómicron, o Governo decretou em dezembro o reforço das medidas para combater a covid-19, entre elas o encerramento a partir do dia 25 de discotecas e bares, bem como a suspensão das creches e atividades de tempos livres.

O 'lay-off' simplificado foi criado em março de 2020 e abrange atualmente empresas que se encontrem sujeitas ao dever de encerramento por determinação legislativa ou administrativa de fonte governamental, no âmbito da pandemia.

Em setembro (antes da reabertura em 01 de outubro das discotecas e bares), 326 empresas estavam em 'lay-off' simplificado, abrangendo 1.238 trabalhadores.

PUB
PUB
PUB

Desde o início da pandemia, mais de 121 mil empresas e 943 mil pessoas singulares aderiram ao 'lay-off' simplificado, tendo sido pagos 1,18 mil milhões de euros.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados