Mineiro resgatado de mina russa em que morreram pelo menos 52 pessoas

Agência Lusa , NM
26 nov, 09:54
Mina de Kemerovo na Rússia
Mina de Kemerovo na Rússia

No momento do acidente, encontravam-se no local um total de 285 trabalhadores, dos quais 236 foram retirados de imediato.O incêndio, a 250 metros de profundidade, foi causado por uma explosão do sistema de ventilação

PUB

As equipas envolvidas nas operações de salvamento que decorrem na mina de carvão russa de Kemerovo, Sibéria Oriental, resgataram um sobrevivente do acidente que provocou a morte a pelo menos 46 mineiros e seis socorristas.    

"Na mina Listviázhnaya foi encontrado um sobrevivente. Foi levado para o hospital", disse o governador da região, Serguei Tsiviliov, através da rede social Telegram.

PUB

O ministro para as Situações de Emergência da Rússia, Alexandr Chupriyan, acrescentou que o sobrevivente do acidente de quinta-feira é um mineiro.

"As nossas unidades estão a operar na mina. São três unidades, 17 pessoas", disse Chupriyan ao canal de televisão Rossiya 24.

Durante as próximas 72 horas os socorristas vão continuar a trabalhar para atenuar as consequências do incêndio que deflagrou na mina para que sejam evitados reacendimentos.

285 trabalhadores na mina no momento do acidente

De acordo com o departamento regional do Ministério para as Situações de Emergência, no momento do acidente encontravam-se na exploração mineira um total de 285 trabalhadores, dos quais 236 foram retirados de imediato.

PUB
PUB
PUB

A administração da mina informou que o incêndio, a 250 metros de profundidade foi causado por uma explosão do sistema de ventilação. 

A mina começou a laborar em 1956 e tinha como nome "Gramoteinskaya 1-2" tendo sido reconstruída e modernizada após o fim da União Soviética.

Mesmo assim, em 2004, uma explosão na mesma mina provocou a morte a 13 mineiros.

O acidente desta semana é o mais grave em toda a região da Sib+eria Oriental depois da tragédia que ocorreu na mina "Raspadskaya", em 2010, em que morreram 91 trabalhadores.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa