Kate aos 40: como o estilo da duquesa de Cambridge evoluiu do brilho juvenil para a elegância intemporal

CNN , Leah Dolan
19 jan, 17:11

No aniversário dos 40 anos da futura rainha-consorte, relembramos alguns dos seus melhores visuais, desde os dias inebriantes da faculdade até às ocasiões mais formais da realeza

Desde que entrou na família real em 2011, Catherine, Duquesa de Cambridge, conhecida por muitos como Kate, raramente hesitou na sua obrigação tácita de aparecer em público bem arranjada e imaculadamente vestida. E embora a Duquesa seja conhecida pelos tweeds formais e blazers feitos à medida, ela conquistou as suas verdadeiras credenciais de moda recorrendo a uma visão apurada para as roupas para cada ocasião.

Vejamos, por exemplo, o vestido dourado Jenny Packham que usou para a estreia de “Sem Tempo para Morrer”, de 2021, que levou a Internet ao rubro, ou o vestido de noiva personalizado de Alexander McQueen, com pormenores tão minuciosos que as costureiras tinham de substituir as agulhas a cada três horas, de acordo com a “Vogue” britânica.

Mas mesmo antes de se tornar Duquesa, a jovem Kate Middleton mantinha o seu roupeiro bem abastecido com visuais arrojados. No aniversário dos 40 anos da futura rainha-consorte, relembramos alguns dos seus melhores visuais, desde os dias inebriantes da faculdade até às ocasiões mais formais da realeza.

A Duquesa brilhou num vestido dourado na estreia do mais recente “Bond”, em Londres. Foto: Chris Jackson/Getty Images

Os anos de faculdade

Quando Kate pré-realeza estudava na Universidade de St. Andrew, na Escócia, tinha uma vida social semelhante à de muitas pessoas da idade dela. Aninhada no banco de trás dos táxis, pode ter usado saias mais curtas do que usa agora, mas a paixão de Kate por se arranjar era evidente desde o início.

Kate Middleton usa lantejoulas num evento de beneficência com o tema disco, em Londres, em 2008. Max Mumby/Indigo/Getty Images

Fotos de paparazzi tiradas de Kate enquanto jovem de 20 e poucos anos, de olhos luminosos, sugerem uma tendência para o brilho: minivestidos pretos brilhantes e tops de lantejoulas verde-esmeralda eram looks obrigatórios. Mesmo antes de se tornar uma das mulheres mais fotografadas do mundo, a sensibilidade que tinha face ao que vestia era ousada. Por exemplo, se as amigas usavam conjuntos totalmente pretos para uma noite na cidade, Kate vestia um vestido de seda com um estampado barroco.

Compromissos reais

Hoje, uma década depois de casar com um membro da família real, a duquesa ainda recorre às lantejoulas. Na Cimeira de Investimentos Reino Unido-África, no Palácio de Buckingham em janeiro de 2020, usou um vestido cintilante de renda e lantejoulas vermelhas da Needle & Thread e, no ano passado, chegou ao Royal Albert Hall de Londres usando um deslumbrante vestido verde-malaquite.

Em honra dos 40 anos de Kate, o Palácio de Kensington divulgou três novos retratos da duquesa, da autoria de Paolo Roversi. Para a sessão fotográfica com Paolo Roversi, Kate usou uns brincos de diamantes e pérolas que pertenciam a Diana, Princesa de Gales, numa homenagem à falecida sogra. Foto: Paolo Roversi/Kensington Palace/AP

Mas nem todos os eventos reais exigem o mesmo nível de entusiasmo. Em muitas ocasiões oficiais, a Duquesa optou pela elegância discreta. No primeiro dia da Cimeira COP26, no ano passado em Glasgow, na Escócia, apareceu com um vestido azul Eponine que terminava logo acima dos tornozelos. Com ombros estruturados e pormenores de botões na cintura, foi uma lição em minimalismo chique que impressionou, sem distrair das questões importantes em debate.

A duquesa usou um vestido simples e estruturado para a cimeira do clima. Daniel Leal/AFP/Pool/Getty Images

Momentos da passadeira vermelha

Quando a ocasião pede opulência, a Duquesa recorre a estilistas da sua confiança como Jenny Packham e Alexander McQueen. Em 2011, apenas alguns meses após o seu casamento na Abadia de Westminster, Kate afirmou-se como uma entusiasta por vestidos de noite, quando usou um clássico McQueen caicai de veludo preto para um baile militar.

O clássico McQueen de veludo com pormenores em renda cimentou Middleton como um ícone imperdível no mundo da moda. Foto: Arthur Edwards/AFP/Getty Images

Cada evento desde então tem sido uma oportunidade para estrear uma nova silhueta, desde cinturas império a ombros descobertos, até o etéreo vestido azul-claro Jenny Packham que usou na estreia de “Spectre” em 2015. Os visuais luxuosos dela são frequentemente usados para comunicar valores mais abrangentes, principalmente no que diz respeito à crise climática. Em 2020, a duquesa foi um dos poucos participantes dos BAFTA a ter em atenção o código de reutilização da roupa na cerimónia, optando por vestido Alexander McQueen adornado em branco e ouro que já tinha usado num jantar de estado em 2012. 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Moda

Mais Moda

Na SELFIE

Patrocinados