Conta de Kanye West no Twitter bloqueada por um tweet antissemita

CNN , Jamiel Lynch e David Williams
10 out 2022, 11:07
Kanye West

O Twitter bloqueou a conta do rapper Kanye West no Twitter devido a um tweet antissemita publicado na sua conta, no sábado.

No tweet, que desde então foi removido, West disse que ia “passar a ‘death con 3’ [sic] contra os JUDEUS” [Defcon 3 é um estado de alerta militar nos EUA que permite um uso de força acima do necessário], e também que “têm brincado comigo e tentado rejeitar todos os que se opõem ao vosso objetivo”, sem especificar a que grupo se dirigia, de acordo com os registos de arquivo da Internet obtidos pela CNN.

Um porta-voz do Twitter confirmou à CNN que a conta foi bloqueada por violar as políticas do Twitter. O tweet foi substituído na conta por uma mensagem da empresa que diz: “Este tweet violou as regras do Twitter”.

O porta-voz não disse que política foi violada, mas enviou um link para as regras da plataforma, que incluem diretrizes contra condutas de incentivo ao ódio.

O Twitter não disse por quanto tempo a conta ficará bloqueada ou quando o utilizador poderá voltar a tweetar.

Na sexta-feira, a conta de Instagram de West foi restringida por violar as políticas da empresa, disse um porta-voz da Meta à CNN.

Num tweet, a Liga AntiDifamação disse: “Poder. Deslealdade. Ganância. Deicídio. Sangue. Negação. Antissionismo. Todos estes são recursos antissemitas que explicamos no nosso Guia #AntisemitismUncovered [Antissemitismo Revelado], em antisemitism.adl.org. Muitos destes mitos influenciaram os comentários recentes de @KanyeWest e isso é perigoso”.

A CNN não conseguiu contactar um representante de West para comentários.

Relacionados

Música

Mais Música

Mais Lidas

Patrocinados