Faltou a rainha, mas não faltou a festa. Foi assim o ponto alto do Jubileu de Platina de Isabel II

CNN Portugal , PF/AG
4 jun, 23:00

Príncipe Carlos chamou a rainha de "mãezinha" numa noite em que as alterações climáticas também foram ponto central

Foi com uma enorme festa que o terceiro dia das comemorações do Jubileu de Platina da rainha Isabel II terminou, ainda que sem a presença da figura principal, que ficou de fora das celebrações por dificuldades físicas. Notadas foram também as ausências de Harry e Meghan, duques de Sussex que continuam a manter uma relação distante com a família real.

Em contrapartida, mais de 30 membros da monarquia britânica não faltaram à festa. Os príncipes Carlos e William foram o destaque pela importância, mas as câmaras tiveram dificuldades em deixar de seguir os pequenos Charlotte e George, filhos de William e Kate Middleton, e que têm sido destaque ao longo dos vários momentos de celebração.

Os discursos dos príncipes

Após uma pequena apresentação sobre os desafios ambientais que o planeta enfrenta, com intervenções gravadas de Isabel II e do biólogo David Attenborough, o princípe William discursou aos presentes no concerto, homenageando os avós.

"Ao observar essas imagens extraordinárias - faz-me pensar em todo o trabalho monumental e pioneiro de tantos ambientalistas visionários que já foram antes. Estou tão orgulhoso de que o meu avô e o meu pai tenham participado nesses esforços", começou por dizer o segundo na linha de sucessão ao trono britânico.

"A minha avó está viva há quase um século. Durante esse tempo, a Humanidade beneficiou de desenvolvimentos tecnológicos inimagináveis e de avanços científicos. E embora essas descobertas tenham aumentado a nossa consciência do impacto que os humanos têm no nosso mundo, o nosso planeta tornou-se mais frágil. Hoje, em 2022 - quando uma rainha celebra o seu Jubileu de Platina - a necessidade premente de proteger e restaurar o nosso planeta nunca foi tão urgente. Mas, tal como ela, sou um optimista", disse.

"Esta noite tem estado cheia de tanto otimismo e alegria - e há esperança. Juntos, se aproveitarmos o melhor da Humanidade, e restaurarmos o nosso planeta, protegê-lo-emos para os nossos filhos, para os nossos netos e para as gerações vindouras. Eles poderão dizer - com orgulho do que foi alcançado - 'What a Wonderful World' ('Que mundo maravilhoso')", completou o Duque de Cambridge.

Príncipes Charlotte e George celebram Jubileu de Platina da bisavó (AP)

O princípe Carlos, filho de Isabel II, também discursou, referindo-se à mãe como "Sua Majestade" ou, mais carinhosamente, "mãezinha".

"A escala da celebração desta noite, e a efusão de calor e afecto durante todo este fim-de-semana jubilar, é a nossa forma de lhe dizer obrigado - da sua família, do país, da Commonwealth, de facto do mundo inteiro. "Vossa Majestade tem estado connosco nos nossos tempos difíceis. E vós reunis-nos para celebrar momentos de orgulho, alegria e felicidade", afirmou o Duque de Gales.

A cerimónia terminou com a atuação de Diana Ross, de quem o princípe Carlos é um fã confesso, naquela que foi o primeiro espetáculo da cantora no Reino Unido em 15 anos.

Momento descontraído a abrir

O concerto, que juntou alguns dos artistas britânicos e internacionais mais famosos de todos os tempos, foi um espetáculo digno de um celebração sem paralelo na história do Reino Unido.

O espetáculo começou com um vídeo da rainha, onde aparece a tomar chá com o Urso Paddington no Palácio de Buckingham. A rainha, no vídeo, mostra que guarda uma sanduíche de marmelada, a comida favorita do urso, na sua mala de mão.

Música para todos os gostos

Seguiu-se uma atuação dos Queen com Adam Lambert, onde tocaram o clássico "We Will Rock You", acompanhados por militares percursionistas. De seguida, o DJ Jax Jones atuou na companhia de Mabel e John Newman, antes da entrada dos bailarinos do grupo Diversity, que dançaram músicas de sucesso ao longo dos 70 anos do reinado de Isabel II.

Depois foi a vez de Craig David cantar. O artista deu nas vistas ao usar um macacão azul de lantejoulas. De seguida, Mimi Webb cantou House on Fire, o seu novo single.

Andrew Lloyd Webber veio a seguir e fez cinco performances musicais. Pelo meio apareceu Lin Manuel Miranda, que juntamente com Lloyd Webber apresentou uma nova versão da conhecida música "You'll Be Back", do musical Hamilton. Seguiram-se as músicas "Phantom Of the Opera" e "Circle of Life", esta última do filme "Rei Leão".

Guitarrista Brian May durante o Jubileu de Platina (AP)

Depois de bandas sonoras de musicais e filmes, seguiu-se o ator e cantor Jason Donovan. Sam Ryder, que cantou o tema que levou ao Festival da Eurovisão deste ano, e George Ezra, com os singles "Shotgun" e Green Green Grass", também atuaram.

Um dos mais aguardados da noite era Rod Stewart. O lendário cantor britânico contou com a ajuda do público presente durante a música "Sweet Caroline", numa atuação que lhe valeu muitas críticas nas redes sociais. Em sentido contrário, o tenor Andrea Bocelli, com o tema "Nessum Dorma", foi um dos pontos altos da noite.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados