“Viva o rei!” Quase dois anos depois, Juan Carlos I volta a Espanha e é recebido em euforia

20 mai, 16:12

Rei emérito regressou para participar numa prova de vela na Galiza, onde cerca de 500 pessoas, entre populares e jornalistas, o seguiram atentamente

Quase dois anos depois de ter deixado Espanha por ser alvo de três investigações judiciais, o rei emérito Juan Carlos I regressou ao país. Vai ser uma estadia curta, que começou ao fim da tarde desta quinta-feira e deve terminar já na próxima segunda, mas efusiva, sobretudo a julgar pela primeira aparição do monarca em público ao fim de 21 meses.

Juan Carlos I foi recebido em apoteose, com gritos de “Viva o rei”, por cerca de 500 populares, curiosos e amigos no Real Club Náutico de Sanxenxo, em Pontevedra, onde tinha marcada uma participação com a tripulação do Bribón no troféu InterRías, a última prova de preparação para o Mundial de 6mR, uma disciplina de barcos à vela.

Uma receção que deixou o monarca emocionado e comovido, chegando mesmo a apertar a mão a algumas pessoas e a lançar beijos a outras.

“Venho prestar-lhe uma homenagem, Juan Carlos merece isto e muito mais. Espanha é o seu lugar”, afirmou um popular em declarações ao ABC.

Campeão da prova em 2019, o rei emérito, que se fez acompanhar da infanta Elena, a filha mais velha, disse querer desafiar-se a si próprio, o que o motivou a marcar presença na regata deste fim de semana.

Emoção foi o que sentiu também a filha de Juan Carlos I. Elena só esteve meia hora no local, mas não conseguiu conter algumas lágrimas, para depois se dizer “muito contente” com a receção ao pai.

Visivelmente debilitado a nivel físico, socorreu-se sempre de uma bengala para o ajudar a locomover-se. O rei emérito vestiu-se para a ocasião: polo branco e calças encarnadas, além de um calçado desportivo.

Juan Carlos I aterrou esta quinta-feira, por volta das 19:14 locais (mais uma hora que em Portugal Continental) no aeroporto de Vigo, para onde voou a partir de Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos onde tem estado desde que se exilou.

Recorde-se que a viagem não se realiza sem polémica. É que o governo espanhol, com o consentimento da Casa Real, negou que Juan Carlos I ficasse a dormir no palácio de Zarzuela, a residência mais conhecida dos reis espanhóis. Ainda assim, está prevista uma ida do rei emérito a Madrid, onde se deverá encontrar com o filho, o rei Felipe VI, e com a restante família.

Juan Carlos I vive em Abu Dhabi desde agosto de 2020, depois de um escândalo financeiro que alegava que o rei teria recebido comissões milionárias para para as obras do comboio de alta velocidade para Meca, entre outros casos já arquivados pela justiça espanhola.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados