Tchizé dos Santos diz que não fez e não fará qualquer acordo com o governo angolano

11 jul, 09:18
Tchizé dos Santos e José Eduardo dos Santos (Foto: Instagram @tchize_dos_santos)

"Querem sequestrar o cadáver do meu pai”, acusou a filha de José Eduardo dos Santos, em novo áudio a que a CNN Portugal teve acesso. Esta noite, na CNN Portugal, não perca a entrevista com Tchizé dos Santos

Tchizé dos Santos desmentiu qualquer envolvimento numa suposta tentativa de entendimento com o governo angolano para a trasladação do corpo de José Eduardo do Santos para Angola. Num áudio a que a CNN Portugal teve acesso, a filha do ex-presidente de Angola afirma que não fez e não fará qualquer acordo com o executivo de João Lourenço, acusando os membros do governo angolano de “criminosos”.

“Quero deixar bem claro a todos os angolanos que eu não fiz acordo com governo algum e não estou disposta a fazer acordo com governo algum. Eu não faço acordos com criminosos. (…) Andam a circular notícias de que eu e irmãos meus ou eu e irmã minha estaríamos a fazer qualquer tipo de acordo, eu não autorizei ninguém para falar em meu nome”, afirmou.

Esta noite, na CNN Portugal, não perca a entrevista com Tchizé dos Santos

Nessa mensagem áudio, Tchizé voltou a reiterar que “há indícios” de que o governo angolano tenha “provocado o falecimento mais rápido” do ex-chefe de Estado angolano. “Querem profanar o cadáver do meu pai, querem sequestrar o cadáver do meu pai”, acusou. 

Tchizé dos Santos acusou João Lourenço de ter feito com que fosse expulsa “ilegalmente” do parlamento angolano “sem direito a inquérito” e de a ter forçado a “abandonar o país”. “Correu comigo do comité central do MPLA sem direito à defesa e sem direito a inquérito. (…) Não  satisfeitos vieram perseguir-nos aqui a Espanha”, acrescentou.

Entretanto, a CNN Portugal sabe que a autópsia ao corpo de José Eduardo dos Santos já se realizou e que se esperam agora os resultados.

Relacionados

África

Mais África

Patrocinados