Onze detidos por corrupção no negócio da distribuição de jornais

21 abr, 09:06

Entre os detidos estão funcionários da VASP (empresa distribuidora das publicações), donos de pontos de venda e motoristas

A GNR teve em curso, na grande Lisboa, uma grande operação de combate à corrupção no privado e de fuga na distribuição de jornais e revistas, tendo detido onze pessoas, apurou a TVI/CNN Portugal.

A VASP, empresa distribuidora das publicações, será a principal lesada. Entre os detidos estão funcionários da VASP, donos de pontos de venda e motoristas.

Na operação, que contou com a colaboração da PSP, foram apreendidas grandes quantidades de dinheiro, armas e milhares de publicações.

O Comando Territorial de Lisboa da GNR informou esta quinta-feira que deteve, no dia 20 de abril, dez homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 25 e os 66 anos na região de Sintra e Lisboa. Os detidos serão presentes esta quinta-feira ao Tribunal Judicial de Sintra para aplicação das medidas de coação.

Em comunicado, as autoridades indicam que a investigação foi levada a cabo na sequência da denúncia de uma empresa de distribuição lesada neste esquema, foi desenvolvida desde 2021, pelo Núcleo de Investigação Criminal do Comando Territorial de Lisboa.

A GNR apurou que "o esquema criado gerou uma diminuição de receitas no Estado e nas empresas lesadas, designadamente nos editores, na Empresa de Distribuição nos pontos de venda, comportando um prejuízo na ordem de várias centenas de milhares de euros anuais".

 

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados