Fundação Santander vai pagar 200 bolsas de 750 euros a voluntários da Jornada Mundial da Juventude

ECO - Parceiro CNN Portugal , Joana Nabais Ferreira
22 abr 2023, 20:00
Concentração de trabalhadores do Banco Santander Totta

As bolsas serão atribuídas na proporção de 90% a cidadãos portugueses e 10% a candidatos estrangeiros. Um total de 150 mil euros será atribuído no âmbito desta iniciativa

A Fundação Santander Portugal, em parceria com a Fundação Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023, vai atribuir 200 bolsas, cada uma no valor de 750 euros, para financiar as despesas que os voluntários possam ter durante dois meses do período de voluntariado, como alimentação, transporte ou dinheiro de bolso. As candidaturas estão abertas até 30 de abril. Um total de 150 mil euros será atribuído no âmbito desta iniciativa.

“As bolsas vão ajudá-los a viver uma experiência única, certamente inesquecível, conhecendo por dentro a organização de um dos maiores eventos mundiais e entrando em contacto com pessoas de diferentes países e das mais diversas culturas”, afirma Inês Oom de Sousa, presidente da Fundação Santander Portugal, em comunicado.

As bolsas serão atribuídas na proporção de 90% a cidadãos portugueses e 10% a candidatos estrangeiros. Os candidatos à bolsa devem ter idade igual ou superior a 18 anos, bons conhecimentos de uma das cinco línguas oficiais da Jornada Mundial da Juventude (português, inglês, espanhol, francês e italiano) e comprometerem-se com um período de três meses de voluntariado – de 15 de maio a 14 de agosto de 2023 – incluindo o período de realização do encontro.

Os voluntários deverão disponibilizar-se durante oito horas diárias, escolhendo as seguintes áreas de trabalho: acolhimento e voluntariado (apoio ao peregrino e gestão de locais), comunicação (design, relação com a imprensa e criação de conteúdo), finanças (reconciliação bancária), logística (gestão de espaços, montagem e manutenção de estruturas) e pastoral (direção artística, festival da juventude).

Os interessados devem inscrever-se até ao dia 30 de abril na plataforma digital do Santander.

Relacionados

Economia

Mais Economia

Patrocinados