Surto de Monkeypox "devia preocupar todo o mundo", diz Biden

22 mai, 09:49

O presidente dos Estados Unidos garantiu ainda que as autoridades de saúde do país estão a estudar possíveis tratamentos e vacinas

Antes de descolar da base aérea da Coreia do Sul, o presidente dos Estados Unidos defendeu que o surto de Monkeypox - que conta já com 92 casos relatados à Organização Mundial de Saúde (OMS) -  "devia preocupar todo o mundo". 

"Estamos a trabalhar arduamente para tentar perceber o que é que podemos fazer", disse aos jornalistas. 

Joe Biden garantiu ainda que as autoridades de saúde dos Estados Unidos estão a estudar possíveis tratamentos e vacinas. De acordo com a OMS, há ainda 28 casos suspeitos. Os casos já confirmados estão espalhados por 12 países.

Biden deixou este domingo a Coreia do Sul, ao início da tarde, em direção ao Japão, outro grande aliado dos Estados Unidos na região e segunda etapa do primeiro périplo pela Ásia como Presidente.

Em Seul, encontrou-se com o homólogo sul-coreano, Yoon Suk-yeol, um conservador pró-americano chegado ao poder no início de maio.

Os dois chefes de Estado concordaram com uma intensificação dos exercícios militares conjuntos, para conter as ações de Kim Jong Un.

 

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados