“Attenzione pickpocket”, códigos QR fraudulentos, 100€ a 200€ por alegados veículos oficiais: cuidado, peregrinos

1 ago, 15:13
Peregrinos participam na JMJ (José Sena Goulão/LUSA)

PSP deixa vários alertas

“Attenzione pickpocket”: a frase tornou-se célebre nas redes sociais nas últimas semanas, com uma mulher italiana a alertar os turistas sempre que os carteiristas estão em ação. O grito inspirou até os beats de vários DJ.

E parece que não é válido só para Itália. Em Lisboa, com milhares de peregrinos para a Jornada Mundial da Juventude, o alerta vem também da Polícia de Segurança Pública (PSP), que alertou hoje para os possíveis crimes de especulação e burlas.

Na conferência de imprensa diária sobre a operação de segurança da JMJ, Pedro Moura, da direção nacional da PSP, referiu duas situações criminais que estão o ocorrer: especulação e burlas com os códigos QR das credenciais dos peregrinos.

“A possível prática do crime de especulação em que peregrinos são contactados por supostos condutores de veículos contratados pela organização para os transportarem aos seus locais de acolhimento e depois exigem avultadas quantias por esse serviço na ordem de mais de 100 ou 200 euros”, disse.

É outra roupagem que se junta aos típicos carteiristas, que também vão aproveitar as multidões para entrarem em ação.

Pedro Moura pediu aos peregrinos para que “não aceitem este tipo de transportes”, contactem a organização e a PSP e para que fixem “o maior número de elementos necessários, sobretudo a matrícula do veículo”.

O oficial da PSP afirmou que a outra situação reportada está relacionada com a utilização fraudulenta dos códigos QR das credenciais dos peregrinos que têm o serviço de alimentação.

Pedro Moura explicou que, nesta situação, quando o peregrino vai fazer a refeição já alguém a fez e não tem direito a essa refeição.

“Em ambos os casos são pequenos números, no caso da especulação são duas denúncias”, disse, acrescentando que nas burlas a polícia foi alertada pela organização e ainda não há denuncias formais.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados