Boavista em tribunal: equipa técnica de Jesualdo reclama valores da rescisão

4 fev, 18:18
Jesualdo Ferreira no Boavista-Rio Ave (Manuel Fernando Araújo/LUSA)

Mais de 400 mil euros reclamados

Jesualdo Ferreira e três adjuntos avançaram com processos judiciais para reivindicar valores relativos ao acordo de rescisão assinado com o Boavista, em junho de 2021.

O processo do treinador principal deu entrada em tribunal no passado dia 2 de fevereiro, e reclama cerca de 210 mil euros.

Rui Águas reivindica o pagamento de 92 mil euros, aproximadamente, enquanto que Pedro Bouças alega uma dívida de quase 80 mil euros, montante a que é preciso somar ainda os 27 mil euros reclamados por André Sousa.

Ao que o Maisfutebol apurou, a SAD axadrezada efetuou o pagamento de uma primeira tranche do acordo de rescisão, mas não libertou mais nenhuma verba depois disso. A equipa técnica liderada por Jesualdo Ferreira decidiu, por isso, avançar com os processos judiciais.

De referir ainda que há outro antigo elemento do staff do Boavista que reclama uma dívida em tribunal: Paulo Santos, fisiologista que colabora atualmente com José Gomes, no Al Taawon, também entrou recentemente com um processo, no qual reclama 5.297,48 euros.

Relacionados

Patrocinados