Saiba tudo sobre o Euro aqui

Força Aérea dos Estados Unidos participa em exercício na península coreana

Agência Lusa , AM
5 jun, 09:20
B-1B (AP)

Bombardeiro B-1B lançou bombas JDAM (Joint Direct Attack Munitions) durante o treino

Pela primeira vez em sete anos a Força Aérea dos Estados Unidos sobrevoou a Península da Coreia com um bombardeiro B-1B de longo alcance no quadro de um exercício de bombardeamento com armas guiadas de precisão, informou a Coreia do Sul.

 O Ministério da Defesa da Coreia do Sul afirma que o bombardeiro B-1B efetuou exercícios aéreos conjuntos com outros caças norte-americanos e sul-coreanos.

O B-1A foi inicialmente desenvolvido na década de 1970 como um substituto do B-52 e tem capacidade para transportar a maior carga convencional de armas guiadas e não guiadas do arsenal da Força Aérea dos Estados Unidos sendo considerado o aparelho mais importante do corpo de bombardeiros de longo alcance norte-americano.

Segundo o Ministério da Defesa, o bombardeiro B-1B lançou bombas JDAM (Joint Direct Attack Munitions) durante o treino.

As bombas JDAM têm capacidade para atingir e destruir alvos subterrâneos ("bunker-busters") e são guiadas com precisão.

 O exercício é encarado como uma demonstração de força contra a Coreia do Norte, numa altura em que as tensões aumentam devido aos recentes lançamentos de balões que transportam lixo em direção à Coreia do Sul.

 Na semana passada, a Coreia do Norte lançou centenas de balões que despejaram estrume, beatas de cigarro, restos de tecido, pilhas gastas e até fraldas sujas na Coreia do Sul.

Em resposta, a Coreia do Sul prometeu medidas de retaliação e suspendeu o frágil acordo militar destinado a aliviar as tensões com Pyongyang.

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados