Issey Miyake morreu: foi há cinco dias, soube-se hoje (e assim foi cumprida a vontade dele)

CNN Portugal , FMC
9 ago, 12:28
Morreu o estilista japonês Issey Miyake (Franck Robichon/ EPA via Lusa)

Ficou famoso pelo império de perfumes e por uma das maiores marcas de moda do Japão. E ainda pelas golas de Steve Jobs

O icónico estilista japonês Issey Miyake morreu sexta-feira, 5 de agosto, vítima de cancro do fígado. A informação foi revelada esta terça-feira pela agência de notícias japonesa Kyodo. A empresa que fundou, Estúdio de Design Miyake, confirmou a morte, acrescentado que as cerimónias fúnebres já foram realizadas, mantendo a privacidade sempre almejada por Miyake. 

O estilista marcou a moda no Japão, conseguindo alcançar o estrelado na década de 70 e colocando o seu país natal no mapa. Conhecido pelas suas peças arrojadas, pelo trabalho com plástico, metal e até papel japonês artesanal, pelo império de perfumes, pelas golas altas de uso predileto do seu amigo Steve Jobs e por utilizar uma nova técnica de plissagem que impedia que as roupas se enrugassem, Miyake tornou-se uma lenda no mundo da moda.

Ainda assim detestava ser chamado estilista, dissociando-se do que considerava ser o consumo frívolo e abandonando o suposto glamour da alta-costura, preferindo um vestuário confortável. Issey Miyake nasceu em Hiroshima, em 1938, tendo apenas sete anos quando a cidade foi atingida pela bomba atómica, em agosto de 1945. 

A experiência traumática foi poucas vezes referenciada. Numa rara ocasião, em 2009, escreveu no New York Times sobre o assunto: "Quando fecho os olhos ainda vejo coisas que ninguém devia experienciar". No texto acrescentou ainda que preferia pensar nas coisas "que podem ser criadas, não destruídas, e que trazem beleza e alegria". No artigo destacou também que nunca quis ser conhecido como o "estilista que sobreviveu" à bomba atómica. 

Quando era novo queria ser dançarino ou atleta, mas as revistas de moda da irmã fizeram com que se apaixonasse pelo estilismo.  A partir daí definiu o seu rumo e foi estudar design gráfico numa universidade de arte de Tóquio. Mais tarde, na década de 1960, mudou-se para Paris, onde trabalhou com estilistas de renome como Guy Laroche e Hubert de Givenchy. 

Antes de regressar a Tóquio na década de 1970, ainda passou por Nova Iorque. Foi em Tóquio que fundou o seu estúdio Miyake Design Studio. Rapidamente revolucionou o mundo da moda e foi amplamente aplaudido e os seus designs procurados.

Em 1997 tinha-se reformado da vida de designer e dedicou-se à investigação na área. 

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados