Bolsonaro afirma que a gasolina no Brasil é mais barata que no Reino Unido. Mas os brasileiros têm de trabalhar seis vezes mais por um litro de combustível

20 set, 10:08
Jair Bolsonaro (AP Photo/Eraldo Peres, File)

Presidente brasileiro mostrou-se satisfeito com a comparação, mas ocultou dados relevantes quanto aos salários auferidos nos dois países

Jair Bolsonaro está em Londres, onde se deslocou para o funeral da rainha Isabel II, e não resistiu a protagonizar mais um momento de campanha.

Em frente a um posto de combustível numa estrada movimentada, o presidente brasileiro congratulou-se com o facto de a gasolina no Reino Unido ser duas vezes mais cara que “em muitos Estados do Brasil”.

"Estou aqui em Londres, Inglaterra. O preço da gasolina: 1,61 libras. Isso dá aproximadamente 9 reais e 70 centavos o litro. Ou seja, praticamente o dobro da média de muitos Estados do Brasil", afirmou, num vídeo publicado pelo ministro da Saúde Marcelo Quiroga no Twitter.

Contudo, a realidade não é tão sorridente para o povo brasileiro. Para pessoas com mais de 23 anos, o salário mínimo no Reino Unido é de 9,50 libras. No Brasil, o valor mínimo de remuneração por hora é de 5,51 reais, ou 0,93 libras.

Considerando que o preço médio da gasolina no Brasil é de 4,97 reais, de acordo com a Agência Brasileira de Petróleo, Biocombustíveis e Gás Natural (ANP), um cidadão brasileiro que recebe o salário mínimo tem de trabalhar 54 minutos para conseguir comprar um litro de gasolina, enquanto um cidadão britânico em condição semelhante consegue pagá-lo com 10 minutos de trabalho.

"Bolsonaro fez a mera conversão de câmbio nominal. Não é só preço o que importa, importa muito o salário porque ela é o que permite que se compre algum 'preço', ou seja, algum produto", afirmou à BBC News Brasil o professor universitário de Economia Fábio Terra, que diz que o presidente brasileiro “ignorou as realidades locais”.

Relacionados

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados