Turista cai na cratera do Monte Vesúvio após tirar uma selfie

CNN Portugal , FMC
12 jul, 11:03
Monte Vesúvio (Stefano Montesi - Corbis/ Getty)

O jovem terá perdido o equilíbrio quando tentava recuperar o telemóvel que caiu para a cratera. O jovem e a família foram apanhados a subir sem pagar bilhete através de caminhos proibidos, tendo sido por isso indiciados pela polícia italiana

Um turista norte-americano de 23 anos caiu na cratera do Monte Vesúvio, em Itália, depois de tentar tirar uma selfie para recordar o momento, ficando apenas com ferimentos ligeiros.

O monte Vesúvio, que se eleva sobre a cidade de Nápoles, é um dos pontos turísticos obrigatórios numa viagem a esta zona da costa italiana. No passado sábado, uma família americana não quis perder a oportunidade de subir os mais de 1200 metros e registar o momento para memória futura. 

Contudo, a escolha do caminho levou a um desfecho que não foi certamente o esperado: o jovem caiu e todos foram indiciados pela polícia italiana por invasão de espaços proibidos.  

A família optou por não pagar o bilhete que permite a excursão ao vulcão - que tem um custo mínimo de 55 euros – e, de forma a contornar a entrada, escolheu um trilho assinalado como proibido por ser demasiado perigoso, como noticiou o The Guardian

Ao chegarem ao cimo do Vesúvio, o jovem decidiu tirar uma selfie para recordar o momento, mas o telemóvel escorregou e caiu na boca do vulcão. Numa tentativa de o recuperar, o homem tentou descer pela cratera, mas acabou por sofrer uma queda de vários metros depois de perder o equilíbrio, de acordo com a imprensa local.  

Os guias turísticos do vulcão, a polícia e um helicóptero conseguiram retirar o jovem, que foi tratado, apenas, por alguns cortes e hematomas nos braços e costas. 

O vulcão Vesúvio é o único ativo na Europa Continental, e é, por isso considerado um dos mais perigosos do mundo, especialmente pela sua proximidade a Nápoles e a cidades vizinhas que correm o risco de ficar destruídas caso ocorra uma nova erupção. Em 79 D.C. a sua atividade vulcânica levou a que as cidades romanas de Pompeia e Herculana ficassem completamente soterradas, fenómeno que dá grande notoriedade ao vulcão e que o torna tão atrativo aos visitantes. A última erupção registada ocorreu em 1944.

Europa

Mais Europa

Patrocinados