Condutor de Maserati destrói escadaria histórica em Roma

14 mai, 21:24
Fonte: Polizia Roma Capitale (Facebook)

Homem já foi detido pelas autoridades italianas e assumiu a responsabilidade pelos danos causados ao monumento

Um homem foi detido pela polícia italiana após ter conduzido um Maserati pela histórica escadaria da Igreja da Santíssima Trindade dos Montes, na Praça de Espanha, em Roma, danificando parte do monumento. O incidente aconteceu na terça-feira e foi captado por câmaras de vigilância no local.

As imagens captadas permitiram a identificação do condutor, que acabou por ser detido na sexta-feira, no aeroporto de Milão-Malpensa, de acordo com uma nota divulgada pelas autoridades italianas. Trata-se de um empresário de 37 anos, de nacionalidade saudita, que enfrenta agora acusações de danos agravados ao património cultural e monumentos históricos. 

Após a detenção, o homem terá assumido responsabilidade pela "manobra errada" e prontificou-se a pagar pelos prejuízos causados. 

"Sim, fui eu que desci de carro a escadaria, mas acabei por fazer uma manobra errada. Não pensava ter feito uma coisa tão grave, e estou pronto para assumir as responsabilidades", disse em declarações à imprensa italiana

As imagens capturadas pelas câmaras de vigilância foram divulgadas pela polícia italiana e mostram o carro a descer os primeiros degraus da escadaria, antes de parar subitamente. O vídeo mostra o condutor, que estaria acompanhado por uma mulher, a abandonar o veículo e a inspecioná-lo.

O carro desportivo terá causado danos em dois degraus, o décimo sexto e o vigésimo nono da parte direita da escadaria histórica, de acordo com informações avançadas em comunicado pelo órgão de proteção do património de Roma.  Os fragmentos de mármore foram temporariamente recolocados, "para permitir a reabertura imediata do trânsito pedonal". No entanto, a restauração completa exigirá um trabalho mais complexo, com a substituição das "partes fraturadas por blocos de travertino que, em termos de cor e características do material, sejam compatíveis" com o material danificado.  Em termos económicos, os prejuízos ainda estão a ser avaliados, de acordo com o mesmo comunicado. 

Esta escadaria histórica de Roma foi construída no século XIX, por ordem do Papa Clemente XI, e tornou-se num dos mais emblemáticos locais da capital italiana. 

A cidade de Roma tem vindo a impor rigorosas medidas de preservação de vários monumentos e patrimónios da UNESCO, entre os quais se inclui a famosa escadaria. Numa decisão das autoridades italianas que tem enfrentado várias críticas - e até acusações de "fascismo" - os turistas e transeuntes que se sentarem na escadaria serão confrontados com uma multa de centenas de euros.
 

A Escadaria da Praça de Espanha é um dos destinos preferidos dos turistas em Itália. Na foto, o monumento invulgarmente deserto durante as restrições da pandemia de covid-19 (Alberto Pizzoli/AFP via Getty Images)

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados