Um iPhone de primeira geração vai a leilão e pode custar mais de 45.000 euros

CNN , Jennifer Korn
2 fev 2023, 18:00
O primeiro iPhone. Créditos: Getty Images

Um iPhone não aberto de primeira geração de 2007 vai a leilão nesta quinta-feira e poderá chegar a um valor estimado de 50.000 dólares, ou seja, mais de 45 mil euros.

Originalmente à venda por 599 dólares (cerca de 550 euros), o primeiro iPhone oferecia aos primeiros utilizadores da Apple um ecrã de 3,5 polegadas, com uma câmara de 2 megapixels, além de opções de armazenamento de 4 GB e 8 GB, acesso à internet e iTunes. Não tinha loja de aplicações, funcionava numa rede 2G e, nos Estados Unidos, era exclusivo da rede AT&T.

O primeiro iPhone (Getty Images)

A tatuadora cosmética Karen Green recebeu a versão de 8 GB e nunca quebrou o selo, de acordo com a sua participação no programa de televisão diurno "The Doctor & The Diva" em 2019. Um avaliador que estava no programa avaliou o telefone em 5.000 dólares (mais de 4.500 euros).

Desde então, outro iPhone não aberto de primeira geração foi leiloado por mais de 39.000 dólares (35 mil euros) num leilão da LCG Auctions que encerrou em outubro. A mesma leiloeira anuncia agora o telefone de Karen Green, com a abertura do leilão a 2.500 dólares (perto de 2300 euros).

Tanto Karen Green como a LCG Auctions não responderam de imediato ao pedido de comentários da CNN.

O iPhone mudou a forma como milhares de milhões de pessoas em todo o mundo comunicam, fazem pagamentos, trabalhaham, tiram fotografias e até como acordam de manhã. Matou dezenas de indústrias (câmaras de vídeo, leitores de MP3 e telemóveis) e deu vida a muitas mais.

Steve Jobs na apresentação do primeiro iPhone (Getty Images)

Em 2007, na abertura da Macworld, o então CEO da Apple Steve Jobs iniciou a sua apresentação da seguinte forma: "Hoje vamos fazer história juntos". Jobs chamou ao novo smartphone um "telemóvel revolucionário" que teria iPod, telefone e o que ele chamou de "comunicador da internet".

"Está mau lá fora hoje", disse Jobs sobre os navegadores móveis. "É uma verdadeira revolução trazer a verdadeira navegação para um telefone."

Os entusiastas da Apple terão até 19 de fevereiro para licitar a relíquia tecnológica.

Relacionados

Tecnologia

Mais Tecnologia

Mais Lidas

Patrocinados