Inundações "nunca antes vistas" no Kentucky levam à morte de 25 pessoas, entre as quais crianças

30 jul, 17:20

Milhares de pessoas foram afetadas pelas cheias e a reconstrução de alguns locais pode levar vários anos

O estado do Kentucky, nos Estados Unidos, está a ser assolado por enormes inundações, que já levaram à morte de 25 pessoas, incluindo, pelo menos, quatro crianças, disse este sábado o governador da região, alertando que as buscas para encontrar todas as vítimas poderão levar várias semanas.

As inundações varreram casas, derrubaram árvores, cortaram energia e bloquearam estradas em vários locais do estado norte-americano e, em muitos dos casos, subir para o telhado foi a única escapatória.

Na passada sexta-feira, o governador do estado, Andy Besher, confessou à CNN que é possível que as mortes continuem a subir, “podendo duplicar”.

Cerca de 1200 pessoas foram retiradas das suas casas através de helicópteros e barcos, numas cheias que foram descritas pelo governador como “nunca antes vistas” e que afetaram algumas das comunidades mais pobres da América. 

Cidades inteiras ficaram inundadas, como é o caso de Jackson, uma cidade de 2.200 pessoas que ficou submersa.

“Este é um tipo de inundação que, mesmo uma área que sofre inundações, nunca viu na vida”, disse Beshear à CNN na sexta-feira. "Centenas de casas foram varridas sem mais nem menos."

Não se sabe ao certo quantas pessoas continuam desaparecidas e os esforços de resgate pelas equipas de busca e salvamento apoiadas pela Guarda Nacional, estão a ser prejudicados pelas falhas de energia, que deixaram cerca de 17 mil casas sem eletricidade.

Para além disso, Andy Besher afirmou que milhares de pessoas foram afetadas pelo desastre natural, sendo que a reconstrução de alguns locais pode levar vários anos.

"É devastador para nós, especialmente depois da parte ocidental do nosso estado ter passado pelo pior tornado que já vimos, há apenas sete meses e meio", disse Beshear à CNN, referindo-se a uma série de tornados que atravessou o Kentucky em dezembro e deixou 74 pessoas mortas.

As encostas íngremes e os vales estreitos da região do Kentucky aliados à crescente frequência e gravidade das chuvas, tornam-na propensa a inundações.

Este sábado a chuva parou, no entanto, segundo Andy Beshear "vai voltar a chover a partir da tarde de domingo”, afirmou à estação norte-americana Fox News.

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, aprovou na sexta-feira uma declaração de desastre para o Kentuchy, para que o estado possa receber ajuda federal.

As inundações estenderam-se até ao oeste da Virgínia e ao sul da Virgínia Ocidental.

Em consequência, o governador da Virgínia Ocidental, Jim Justice, declarou estado de emergência para seis condados deste estado, onde as inundações derrubaram árvores, cortaram energia e bloquearam estradas.

Também na Virginia, o governador, Glenn Youngkin, fez uma declaração de emergência, permitindo que as autoridades mobilizassem todos os recursos.

Relacionados

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados