Interpol anuncia detenção no Sudão do "traficante de seres humanos mais procurado"

Agência Lusa , AM
7 jan, 14:02
Interpol (Foto: Getty/ Ozan Kose)

Emirados Árabes Unidos era conhecido "pelo tratamento particularmente cruel e violento" de migrantes

A Interpol anunciou este sábado a detenção no Sudão do "traficante de pessoas mais procurado do mundo", o eritreu Kidane Zekarias Habtemariam, graças a uma investigação dos Emirados Árabes Unidos e informações partilhadas por meio da agência internacional de polícia.

Habtemariam era conhecido "pelo tratamento particularmente cruel e violento" de migrantes e até dois alertas vermelhos da Interpol foram emitidos - da Etiópia e da Holanda - por contrabando de migrantes, tráfico humano e outros crimes relacionados, segundo um comunicado da Interpol.

A Interpol alega que Habtemariam dirigia uma organização criminosa de grande escala que sequestrava, extorquia e assassinava migrantes da África Oriental, presumindo-se que tenha traficado milhares de pessoas.

Habtemariam era procurado pela Interpol desde 2019 e a colaboração internacional para partilhar informações permitiu que os Emirados Árabes Unidos abrissem uma nova investigação sobre a organização criminosa e a sua família, que descobriu uma rede de lavagem de dinheiro que o levou ao Sudão, onde acabou detido.

A sua localização e detenção representam um “revés significativo” para a rota do tráfico de seres humanos que leva para a Europa e vai permitir proteger milhares de pessoas do abuso e exploração deste grupo criminoso, segundo a Interpol.

Além disso, espera-se que a detenção de Habtemariam permita a ampliação da investigação e a realização de mais prisões em colaboração com os países membros da Interpol.

"Esta operação é a prova de que a rede da Interpol funciona e do que pode ser alcançado quando os países trabalham juntos. No mundo de hoje, é a maneira mais fácil de deter os criminosos que repetidamente roubam a dignidade das pessoas", considerou o diretor executivo dos serviços policiais da Interpol, Stephen Kavanagh.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados