«Disse a Berlusconi que Ronaldo gostava muito de festas e mulheres»

26 set, 08:47
Fabio Capello e Ronaldo no Real Madrid (AP Photo/Paul White, File)

Capello lembrou saída do brasileiro para o Milan

Fabio Capello recordou com carinho as duas passagens pelo Real Madrid, no Festival Dello Sport, em Trento. O técnico italiano assumiu que «as responsabilidades eram enormes», mas os madrilenos são a equipa que lhe conquistaram o coração.

Capello revelou ainda uma história por detrás da saída de Ronaldo Fenómeno, que na temporada 2006/07, na segunda passagem do italiano pelo Santiago Bernabéu, se transferiu para o Milan em janeiro.

«A decisão de despedir Ronaldo e contratar Cassano ajudou a criar um espírito vencedor na equipa. Recuperámos nove pontos ao Barcelona na reta final de dez jogos e ainda hoje estou orgulhoso disso. Lembro-me que o Silvio Berlusconi [presidente do Milan] me ligou para perguntar como estava o Ronaldo. Disse-lhe que ele nem treinava e que gostava muito de festas e de mulheres, então contratá-lo para o Milan seria um erro. No dia seguinte, vi as manchetes do jornal: 'Ronaldo em Milão'. Foi muito divertido», contou.

Relacionados

Patrocinados