Covid-19: terceira noite de distúrbios e detenções nos Países Baixos

21 nov, 23:04

Mais de 100 pessoas foram detidas em todo o país, incluindo por insultarem as forças de segurança, e pelo menos 12 pessoas ficaram feridas durante os protestos dos últimos três dias

PUB

Foram registados novos distúrbios nos Países Baixos, com mais detenções, naquela que é a terceira noite de violentos protestos contra as medidas restritivas de contenção da pandemia de covid-19.

Em Enschede, junto à fronteira alemã, foi declarado o estado de emergência e "cinco pessoas foram detidas no centro da cidade por incitamento à violência pública", relatou a polícia numa mensagem na rede social Twitter, cerca das 22:00 (21:00 em Lisboa), apelando aos manifestantes para "irem para casa".

PUB

Os manifestantes dispararam fogos de artifício e saquearam alguns locais também nas cidades de Groningen, Leeuwarden e Tilburg, informaram as autoridades e os meios de comunicação locais.

"A polícia está no centro de Groningen (norte), onde vários pequenos grupos de pessoas estão a cometer atos de vandalismo", disse um porta-voz à agência France-Presse.

A agitação começou na sexta-feira, na cidade portuária de Roterdão, na qual quatro manifestantes foram feridos por disparos da polícia e 51 pessoas foram detidas.

PUB
PUB
PUB

Vários polícias ficaram feridos em confrontos em Haia, no sábado à noite, onde manifestantes atiraram pedras, queimaram bicicletas e dispararam fogos de artifício.

Mais de 100 pessoas foram detidas em todo o país, incluindo por insultarem as forças de segurança, e pelo menos 12 pessoas ficaram feridas durante os protestos dos últimos três dias.

Os Países Baixos reintroduziram o confinamento parcial na semana passada para tentar travar a propagação da pandemia, estando o encerramento da restauração às 20:00 entre as medidas anunciadas.

Em análise está a interdição de acesso a determinados locais, incluindo bares e restaurantes, a não vacinados.

 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

Europa

Mais Europa