Treinador português Nelson Santos abandona Moçambique para regularizar visto

16 ago, 16:47
Nelson Santos

Técnico de 38 anos possuía um visto válido para turismo e negócios

O treinador português do clube moçambicano Ferroviário de Nampula, Nelson Santos, foi «aconselhado» pelas autoridades a abandonar Moçambique para regularizar o seu visto em Portugal, indicou esta terça-feira fonte oficial à Lusa.

«Não se trata de uma situação de ilegalidade. O que acontece é que ele estava em Moçambique a exercer uma atividade para a qual o seu visto não se adequava», explicou à Lusa a porta-voz da Direção Provincial de Migração em Nampula, Sheila Capela.

O técnico português possuía um visto válido de turismo e negócios, mas o documento não se aplica à sua situação, em função das atividades que exerce como treinador principal do Ferroviário de Nampula como explicou Sheila Capela.

«Nós aconselhámo-lo a abandonar o país para regularizar a situação e, caso seja da sua vontade, voltar para exercer a sua atividade. Ele assim procedeu, abandonou o país no dia 9 de agosto», declarou a porta-voz da direção provincial de Migração em Nampula, frisando que não se trata de uma situação de ilegalidade.

Nelson Santos comanda o Ferroviário de Nampula desde 2021, tendo também já passado em Moçambique por clubes como Costa do Sol e Ferroviário de Maputo, dois entre os maiores do país.

A saída de Nelson Santos ocorreu quatro dias após o repatriamento de Alberto Lário, treinador português de atletismo que ficou detido durante quase três semanas por irregularidades na sua documentação.

Relacionados

Patrocinados