Camisola emblemática de Maradona vendida por mais de oito milhões de euros

4 mai, 17:11

Equipamento que D10S usou nos quartos de final do Mundial de 1986, diante da Inglaterra

A camisola emblemática que Diego Armando Maradona usou nos quartos de final do Mundial de 1986, diante da Inglaterra, foi vendida em leilão esta quarta-feira por 7,14 milhões de libras, cerca de oito milhões e meio de euros.

As verbas envolvidas excederam as estimativas – fixadas em seis milhões de libras – e são um recorde para um item desportivo. A camisola, com riscas em tons azuis, tem uma gola branca em V e o n.º 10 nas costas.

A exibição de Maradona nesse dia ficou marcada pela controvérsia, após o célebre golo da «Mão de Deus» e outro em que driblou vários futebolistas ingleses, antes de contornar Peter Shilton e finalizar. Os dois golos foram apontados na segunda parte (51m e 55m) e a Argentina venceu por 2-1.

Nesse encontro, El Pibe trocou a camisola com o defesa do Nottingham Forest, Steve Hodge. O antigo futebolista inglês decidiu colocar o artigo em leilão no início de 2022, depois de 20 anos em que esteve exposta no Museu Nacional do Futebol, em Manchester.

O leilão, recorde-se, esteve também envolto em polémica. A filha de D10S, Dalma Maradona, garante que a camisola que a Sotheby's leiloou não é aquela com que o pai marcou os dois golos aos ingleses, mas a que usou na primeira parte do jogo. Dalma afirmou ainda que sabe quem está na posse do equipamento que Maradona vestiu no segundo tempo, mas evitou informar o nome do dono.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados