Pai de Luis Díaz recorda infância do filho: «Dizíamos que ele ia morrer»

25 mai, 11:15
Luis Díaz marcou no Liverpool-Tottenham (AP Photo/Jon Super)

Luis Manuel Díaz conta que o extremo ex-FC Porto, atualmente no Liverpool, teve um problema de saúde que ditou preocupações

O pai do futebolista colombiano Luis Díaz, ex-FC Porto atualmente no Liverpool e às portas de disputar a sua primeira final da Liga dos Campeões no próximo sábado ante o Real Madrid (20h00), recordou os inícios do extremo com a bola nos pés e também que, quando era ainda muito jovem, teve um problema de saúde que assustou muito os seus progenitores.

«Aos quatro anos, já mostrava muitas habilidades, tinha habilidade a rematar a bola. Quando era pequeno, aos dois ou três anos, ele era gordito, era bem gordito», referiu Luis Manuel Díaz, o pai, à Noticias RCN, na segunda-feira, recordando uma doença que ditou a máxima das preocupações com o agora internacional colombiano.

«Ele teve uma doença, criou-lhe mal-estar e emagreceu nesse processo. Nós dizíamos que ele ia morrer. Como diziam os velhos que olhavam para ele: “o jovem ficou doente, o jovem ficou doente”» partilhou o pai de Luis Díaz, lembrando ainda que foi «um senhor» das redondezas que o ajudou a recuperar a saúde do seu filho.

Depois disso, seguiram-se anos em torno da bola até ao profissionalismo, como também pode recordar nesta reportagem do Maisfutebol junto da família de Luis Díaz, aquando da sua chegada ao FC Porto, em 2019.

«Desde que gatinhava, ele gostava de brincar com tudo o que via, com as pernas, as pedras. A minha mãe tinha umas pedras e ele brincava. À medida que foi crescendo, eu levava-o ao campo, mas dizia-lhe que não podia jogar. Ele insistia e eram só jovens de seis e sete anos, ele tinha quatro, mas coloquei-o e era difícil tirá-lo das competições, era muito habilidoso», contou, ainda.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados