Viúva de Kobe Bryant exige que fotografias dos corpos sejam destruídas

11 ago, 12:57
Cenário do local do acidente de Kobe Bryant (AP Photo/Mark J. Terrill, File)

Vanessa não conteve as lágrimas em tribunal. Registos do acidente foram partilhados em ambientes alheios à investigação

A viúva de Kobe Bryant, Vanessa, apresentou uma queixa contra as autoridades de Los Angeles que registaram fotografias dos corpos da antiga estrela da NBA, da filha Gianna e de outras sete pessoas que morreram na sequência do acidente de helicóptero em janeiro de 2020.

O processo deu entrada em tribunal e Vanessa Bryant alega que as fotografias das vítimas foram partilhadas entre várias pessoas e em ambientes irrelevantes para a investigação.

«Eles tiraram fotos aproximadas de corpos partidos, de carne queimada. Isso choca a consciência», disse o advogado Luis Li, citado pela CNN, enquanto a viúva não conseguiu conter as lágrimas.

Segundo a estação televisiva, foram mostradas em tribunal imagens de câmaras de videovigilância do momento em que um funcionário do condado de LA mostra uma fotografia do cenário do acidente num bar.

«Nunca nos seus piores pesadelos [Vanessa Bryant] imaginou que a polícia e os socorristas iriam - e seriam eles - a tirar fotografias dos restos mortais de Kobe e Gianna sem qualquer motivo», afirmou Li, que acusou as autoridades de explorar o acidente e pediu que as fotografias sejam destruídas para que a família nunca as veja.

Já a defesa, alega que as fotografias tiradas foram importantes durante a investigação e no trabalho das equipas de socorro, nomeadamente para combater um incêndio provocado pelo acidente. Ainda assim, admitiu que não se deviam ter espalhado.

«Estamos a ser processados ​​por fotografias que não estão online, não estão na comunicação social e nunca foram vistas pela acusação» justificou o advogado que representa o Condado de Los Angeles, J. Mira Hashmall.

Relacionados

Patrocinados