Premier League: Manchester City sagra-se campeão inglês

22 mai 2022, 17:55
Manchester City-Aston Villa

«Citizens» conquistaram oitavo título da história, o segundo de forma consecutiva

Num final absolutamente épico, o Manchester City venceu o Aston Villa com reviravolta (3-2) e sagrou-se campeão inglês pelo segundo ano seguido! 

Steven Gerrard esteve perto de oferecer o título ao «seu» Liverpool. Os «villans» chegaram ao intervalo a ganhar por 1-0 graças a um golo de Cash, que se antecipou a João Cancelo. O clube de Birmingham foi capaz de tapar os caminhos para a baliza de Olsen e de irritar o campeão, desesperado por colocar as mãos no título.

Guardiola trocou Fernandinho por Zinchenko ao intervalo e a equipa melhorou, montou o cerco à entrada da área adversária, mas não conseguiu igualar a contenda. Havia sempre uma perna, um ressalto ou um desvio que impedia os «citizens» de chegarem ao 1-1. 

Quem aproveitou para gelar o Etihad foi Coutinho, outro antigo jogador do Liverpool. Na sequência de um pontapé de baliza de Olsen, Watkins ganhou de cabeça e deixou no internacional brasileiro que após um belo drible sobre Laporte fez o 2-0.
 

Festejava-se em Anfield apesar de o Liverpool continuar empatado frente aos Wolves. A armada lusa, com Sá, Moutinho, Rúben Neves, Toti Gomes e Pedro Neto, esteve a vencer por 1-0 graças ao golo do ex-Lazio e Sp. Braga. No entanto, Sadio Mané igualou o marcador ainda antes do intervalo após uma assistência genial de Thiago.
 

Os «reds» precisavam de um golo, golo esse que surgiu Salah (lançado para o lugar de Jota) aos 84 minutos. Porém, esse tento revelou-se insuficiente por culpa da recuperação inacreditável do Manchester City. 

O campeão puxou dos galões e fez 15 minutos demolidores. Gundogan, lançado por Guardiola para o lugar de Bernardo aos 68 minutos, reduziu de cabeça aos 76 minutos. Volvidos dois minutos, Rodri assinou o empate com um pontapé de fora da área e aos 81, Gundogan confirmou a reviravolta e o bicampeonato.
 

 

 

O Liverpool ainda festejou timidamente o 3-1 contra o Wolverhampton - marcou Robertson - mas era no Etihad que se fazia a festa. O City guardou a bola nos minutos finais e renovou o título com Guardiola a ir às lágrimas.

Com o terceiro lugar confirmado, o Chelsea fechou a Premier League com uma vitória por 2-1 contra o Watford com Barkley a resolver o encontro nos minutos finais. Em quarto lugar ficou o Tottenham. Os spurs estavam obrigados a fazer igual ou melhor que o Arsenal para garantirem a entrada na Liga dos Campeões em 2022/23 e não deram espaço a dúvidas: goleada por 5-0 em Carrow Road. Destaque para o bis de Son que terminou a prova com os mesmos 23 golos que Mo Salah.

Insuficiente foi o golo de Cedric e a goleada de 5-1 do Arsenal na receção ao Everton - Nuno Tavares não saiu do banco. Por seu turno, o Manchester United perdeu em Londres frente ao Crystal Palace. Sob olhar atento de Ten Haag e sem Ronaldo, Bruno Fernandes, Dalot e companhia voltaram a desiludir.

A derrota dos «red devils» acabou por ser atenuada pelo desaire do West Ham em Brighton (3-1). Os «hammers» ainda estiveram a vencer e ameaçaram atirar o United para a Liga Conferência, mas acabaram por permitir a reviravolta dos «seagulls». 

No que à luta pela descida diz respeito, o Leeds United garantiu a manutenção com uma vitória por 2-1 em casa do Brentford. O golo do triunfo da equipa de Marsch foi anotado por Jack Harrison nos descontos.

A vitória do Leeds e o triunfo do Newcastle em Turf Moor (2-1) ditaram a descida de divisão do Burnley, equipa que acompanha Norwich e Watford ao Championship. 

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA PREMIER LEAGUE

 

Relacionados

Patrocinados