«No primeiro ano no Valência saía do treino e começava a chorar no carro»

28 set, 13:02
Thierry Correia

Thierry Correia relevou que os primeiros tempos no clube espanhol foram difíceis

Thierry Correia tem sido um dos jogadores mais utilizados por Gennaro Gattuso no Valência. Mas em 2019, quando se transferiu do Sporting para o emblema «che», o jogador de 23 anos teve uma adaptação difícil.

As más exibições e os assobios fizeram o lateral português recorrer a ajuda psicológica.

«No meu primeiro ano tive que recorrer a um treinador mental. Saía do treino e começava a chorar no carro. Ainda bem que tive perto o Gonçalo Guedes e oRúben Vezo. Se não fossem eles, eu não teria continuado no Valência», revelou Thierry Correia, em entrevista ao SER Deportivos Valencia.

O difícil período de adaptação culminou com a inconstância no comando técnico do clube espanhol, e Thierry diz estar em sintonia com o atual treinador.

«A sua ideia de jogo favorece-me, jogava assim na formação do Sporting. Desde que cheguei, ele é o primeiro treinador a querer jogar futebol», referiu o português.

Esta temporada, Thierry Correia soma seis jogos a titular na equipa do Valência, sendo um dos indiscutíveis de Gattuso.

Patrocinados