Avançado da Roma critica Gerrard: «Senti-me humilhado no Rangers»

25 mar 2019, 12:24
Steven Gerrard (foto: Rangers)

Umar Sadiq esteve apenas seis meses ao serviço dos protestantes

Umar Sadiq disputou apenas três jogos durante os seis meses em que esteve no Glasgow Rangers. O avançado nigeriano, que pertence aos quadros da Roma, atribui a culpa ao treinador dos protestantes.

«Gerrard provou ser diferente do que pensava. No início não sabia nada acerca da mudança para o Rangers. As negociações foram apenas entre a Roma e os meus represetantes. Fiquei reticente, não sabia se o Rangers era o melhor para a minha carreira. Gerrard ligou-me três vezes e convenceu-me», começou por contar o avançado de 22 anos, em entrevista ao Sunday Post.

«Quando cheguei nem tive tempo de me mostrar. Contrataram logo outro avançado, Kyle Lafferty, e os problemas começaram», acrescentou.

A partir dessa altura, a estada de Sadiq em Glasgow tornou-se um pesadelo.

«Em vez de me equipar no balneário da primeira equipa, comecei a fazê-lo com as crianças. Dias mais tarde, proibiram-me de estacionar o carro no centro de treinos. Senti-me humilhado e perguntei o que tinha acontecido para essa mudança de atitude. Gerrard nunca me deu uma explicação. », lembrou.

Sadiq queixa-se ainda de salários em atraso e de Gerrard. «Desrespeitaram-me como jogador e como pessoa. Steven Gerrard nem sequer teve coragem de falar comigo cara a cara. Foi uma surpresa, não esperava esse comportamento da parte dele», referiu.

O nigeriano joga atualmente no Perugia, cedido pela Roma.

 

 

 

 

Patrocinados