Egito: sucessor de Queiroz demitido após goleada frente a Paulo Bento

16 jun, 20:08
Ehab Galal (Getty Images)

Ehab Galal durou apenas dois meses no cargo de selecionador

Ehab Galal foi demitido do cargo de selecionador do Egito, ao fim de três jogos e apenas dois meses depois de ter sucedido ao português Carlos Queiroz, informou a federação daquele país.

O afastamento de Galal foi decidido após a goleada sofrida num particular com a Coreia do Sul, do técnico português Paulo Bento, por 4-1, em Seul.

«Vamos contratar um treinador estrangeiro e já temos muitos currículos, pois o nome do Egito é muito grande e são muitos os treinadores que nos contactaram para treinar a equipa», garantiu a federação egípcia.

No primeiro jogo, Galal somou um triunfo, diante da Guiné-Conacri, mas depois sofreu uma surpreendente derrota na Etiópia (2-0), tendo agora protagonizado o segundo despedimento mais rápido da seleção egípcia, já que Anwar Salama ocupou o cargo apenas 15 dias em 1999.

Relacionados

Patrocinados