Médio do PSV retira-se aos 30 anos: «Perdi o gosto pelo futebol»

4 jan, 16:14
Davy Propper (PSV)

Davy Propper reconhece que nunca se adaptou à «disciplina» e «agenda» do desporto

O neerlandês Davy Pröpper colocou um ponto final na carreira de futebolista aos 30 anos por ter perdido a paixão pelo jogo.

Numa nota publicada no site do PSV, emblema que representava e com o qual tinha contrato por mais uma época e meia, o médio explicou a decisão.

«Tomei-a antes do Natal e é um alívio. É assim que sei que é a escolha certa», começou por dizer, antes de refletir sobre os quatro anos que passou no Brighton, entre 2017 e 2021.

«Durante o período em que estive no estrangeiro percebi que, aos poucos, fui perdendo o gosto pelo futebol. Achei extremamente difícil reunir a disciplina necessária para ter um desempenho ideal e deixar minha vida ser completamente determinada pela agenda lotada do futebol. O período do covid-19 e a falta de visitas de familiares e amigos também não me ajudaram», justificou.

Nem o regresso aos Países Baixos, no verão passado, alterou o estado de espírito de Pröpper.

«Esperava que a diversão no futebol voltasse. Infelizmente, não foi assim tão fácil, em parte porque não me sinto confortável na cultura do futebol. Mesmo assim, adaptei-me a ele por um longo período. Não quero mais isso», concluiu.

Os planos para o futuro ainda não foram revelados e o próprio Pröpper assume que ainda não decidiu o que quer fazer.

O antigo médio representou a seleção holandesa em 19 ocasiões e durante toda a carreira vestiu a camisola de apenas três clubes: o Vitesse, o Brighton e o PSV.

Relacionados

Patrocinados