La Palma: bancos obrigam habitantes a pagar hipotecas de casas destruídas pelo vulcão

4 nov, 12:03
Vulcão Cumbre Vieja em erupção
Vulcão Cumbre Vieja em erupção

“Aproveitam-se de nós e do nosso drama para ganhar mais dinheiro”, diz uma das moradoras

PUB

A lava do vulcão Cumbre Vieja já “devorou” cerca de 2600 construções em La Palma. Contudo, alguns bancos estão a tentar lucrar com as hipotecas de casas destruídas, denunciam os moradores da ilha ao jornal El Mundo.

Diana Chavos, de Todoque, foi surpreendida quando o seu banco pediu o pagamento de 40 mil euros sobre uma habitação que já não existe.

PUB

Sempre fui muito antecipadora, vivo sempre com o suficiente, mas agora estou sem casa e com uma dívida que não posso pagar de forma alguma”, confessa ao jornal diário espanhol.

Apesar de todas as casas terem seguro, este não cobre danos por erupção vulcânica. Neste caso, os moradores terão de recorrer ao Consórcio de Compensação de Seguros (CCS), uma entidade pública que substitui a apólice privada e indemniza as famílias.

Esse dinheiro não irá para as famílias, mas sim para os bancos (…) Pode acontecer, também, que essa indemnização não seja suficiente para pagar a hipoteca e ainda sobre algo para cobrar. Os verdadeiros ladrões são os bancos”, diz uma advogada da Associação de Advogados de Santa Cruz, que tem assistido os afetados pelo vulcão.

PUB
PUB
PUB

 

Os que têm dinheiro devem continuar a pagar a hipoteca, e os que não o façam correm o risco que esta seja executada”, avisa a advogada.

Continuar a descontar para a hipoteca é o plano de Idaira Leal, para poder ter acesso a 110 mil euros de indemnização por parte do CCS. Casada e com dois filhos, pagava 260 euros por mês de forma fixa, algo que mudou com a erupção.

Peço às pessoas que não se deixem enganar. Os bancos aproveitam-se de nós e do nosso drama para ganhar mais dinheiro”, afirma.

Alguns dos habitantes já estão a mobilizar ações contra as instituições, recorrendo a entidades com a Associação Social do Vulcão Cumbre Vieja. O plano é conseguir que o CCS indemnize diretamente os moradores, para que estes possam cancelar imediatamente as hipotecas.

Dado o descontentamento, alguns bancos estão a oferecer moratórias até 12 meses para o pagamento dos créditos. Uma ajuda que, para muitos, sabe a pouco.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

Europa

Mais Europa