Ronaldo: «Não permito que um treinador me coloque três minutos»

17 nov, 20:33
Cristiano Ronaldo

Português diz que não é «esse tipo de jogador» e que se sentiu «provocado» por Erik ten Hag, em relação ao episódio no jogo com o Tottenham. «Só falam da ovelha negra, de mim»

O futebolista português Cristiano Ronaldo sublinhou, na entrevista a Piers Morgan, que não é o tipo de jogador para jogar três minutos, em relação ao duelo com o Tottenham, em Old Trafford.

Na segunda parte da entrevista, transmitida na íntegra esta quinta-feira, Ronaldo assumiu o arrependimento e o pedido de desculpas, mas também mostrou desilusão com a situação.

«Eu vou ser honesto, Piers. É algo que eu me arrependo, ter saído do estádio, provavelmente. Ou talvez não, não sei, é difícil dizer a 100 por cento, mas vamos dizer que me arrependo. Mas ao mesmo tempo senti-me provocado pelo treinador, não me permito, a mim, que um treinador me coloque três minutos. Peço desculpa, não sou esse tipo de jogador, sei o que posso dar às equipas», afirmou.

«Como já disse antes, não senti que [Erik ten Hag] teve respeito por mim depois das questões que tivemos antes. Fiquei desapontado com o comunicado do Manchester United, nunca tive problema com um clube ou com um treinador e suspenderam-me três dias. Não quero falar em detalhes, o que pretendiam fazer, mas lembro-me de chegar a casa e dizer ao meu filho que o clube me puniu três dias e ele fez [ndr: Ronaldo faz gesto de gargalhada]. (…) Por um lado, eu estava bem, relaxado, mas também desapontado. Ok, eu arrependo-me, peço desculpa, mas suspenderem-me três dias por isso… Fizeram fogo com a imprensa e desapontou-me», disse, ainda, sobre o mesmo episódio, no jogo a 19 de outubro.

Ronaldo abordou ainda o que aconteceu no jogo de pré-época com o Rayo Vallecano, no regresso aos jogos pelo United, com vista a 2022/23, a 31 de julho de 2022.

«Eu e oito jogadores. Mas só mencionaram o meu nome, todos fazem isso, não sei porque é que mencionaram só do jogo do Rayo Vallecano, só falam da ovelha negra, de mim. Entendo, pedi desculpa e capítulo encerrado», afirmou.

Ronaldo ficou no banco na derrota por 6-3 ante o Manchester City e o português também abordou o facto de ter sido suplente não utilizado, no dérbi a 2 de outubro.

«Vejo como desculpas, vi muitas coisas sobre as quais não quero criticá-lo [a Erik ten Hag]. Pode ter opiniões diferentes de mim, escolhe os melhores para a equipa, respeito isso. Mas não me põe contra o City por respeito à minha carreira e quer meter-me três minutos contra o Tottenham. Senti-me provocado, não só aí, mas por antes. Não mostrou respeito por mim. Estamos nessa situação, as coisas não vão bem, a empatia não existe», respondeu.

Relacionados

Ronaldo

Mais Ronaldo

Patrocinados