VÍDEO: João Félix fez sonhar, mas At. Bilbao vai à final da Supertaça

13 jan, 21:09

Atual detentor do título vence Atlético de Madrid por 2-1 e encontra o Real Madrid na luta pelo título

PUB

A mais de quatro mil quilómetros de Espanha, os dois últimos vencedores da Supertaça espanhola vão discutir o título de 2021/2022 em Riade, na Arábia Saudita. O Athletic Bilbao deu a volta ao Atlético de Madrid de João Félix, venceu esta quinta-feira por 2-1 e vai procurar, frente ao Real Madrid, um inédito segundo título consecutivo na competição.

O português João Félix fez o seu 18.º jogo da época, o oitavo a titular, e foi também ao oitavo segundo (sim, oitavo segundo) de jogo que marcou após um longo passe de Thomas Lemar. Porém, o 1-0 foi imediatamente anulado, por fora-de-jogo.

PUB

Numa primeira parte pobre em oportunidades de grande perigo – à exceção de uma de Iñaki Williams negada por Oblak, aos 11 minutos – esse lance inicial foi o ensaio para o que Félix proporcionaria pouco depois da hora de jogo, já na segunda parte.

Já com Rodrigo de Paul em campo (entrou ao minuto 51 na vez de Kondogbia e melhorou um pouco o jogo do At. Madrid), Lemar bateu um canto do lado esquerdo, João Félix cabeceou e, após a bola ter ido ao poste, bateu nas costas de Unai Simón e entrou para o 1-0 ao minuto 62. Festejava o português, Diego Simeone e companhia, alimentando o sonho de um título que o clube já conquistara em 1985 e 2014.

PUB
PUB
PUB

Porém, a vantagem acabou por, entre aspas, fazer mal à equipa da capital espanhola. Nos últimos 25 minutos, houve mais Athletic e Oblak adiou por duas vezes o 1-1 com enormes defesas a Iñigo Martínez e a Iñaki Williams. Seria o mote para a igualdade que chegou mesmo aos 77 minutos, num cabeceamento de Yeray Álvarez, após um canto do lado direito batido por Muniain.

De canto em canto, a equipa basca conseguiu mesmo a cambalhota rumo à final. Aos 81 minutos, Muniain bateu novamente o lance de bola parada na direita e Nico Williams, depois de um cabeceamento de Iñigo Martínez que tabelou caprichosamente em Dani García, rematou fora do alcance de Oblak. Aposta certeira do treinador Marcelino Toral, que lançara o jovem de 19 anos aos 70 minutos, com 1-0 no marcador.

Num ambiente pouco fervoroso nas bancadas árabes, o Athletic não mais deixou escapar a dianteira do marcador e, se o cenário já estava negro para Félix e companhia, acabou pior com a expulsão de Giménez, com recurso ao vídeo-árbitro, após uma entrada dura sobre Iñigo Martínez, já no final dos três minutos de compensação.

PUB
PUB
PUB

No domingo, pelas 17 horas, Athletic e Real discutem a Supertaça espanhola. O Real procura a 12.ª e o Athletic a sua quarta do historial.

Os três golos do encontro:

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados