Maradona: «É difícil educar um país em 15 minutos»

13 mar 2020, 14:58
Boca Juniors campeão (EPA/JUAN IGNACIO RONCORONI)

Ex-jogador deixou mensagem de apoio a Itália e pediu «educação, obediência e respeito» à Argentina para combater o surto

Maradona publicou, nesta sexta-feira, uma mensagem de apoio a Itália nas suas redes sociais, e aproveitou para procurar consciencializar a Argentina num momento em que o surto do novo coronavírus tem deixado rasto por todo o mundo.

Dada a ligação a Itália, nomeadamente a Nápoles, onde jogou, o atual treinador do Gimnasia mostrou o seu carinho num momento complicado para os italianos.

«Vivi em Nápoles durante sete anos. Lá vive parte da minha família, muita gente que me ama e que eu amo. A Itália faz parte da minha vida e por isso quero enviar a minha mensagem de apoio neste momento difícil», começou por dizer «El Pibe».

Maradona deixou ainda um aviso ao seu país, a Argentina, e disse que é necessário «educação, obediência e respeito» para ultrapassar esta pandemia.

«Em Itália, toda a gente entendeu o quão importante é ficar em casa. Espero que todos na Argentina respondam a tempo. Alguns são irónicos, mas a verdade é que no sábado passado aqui na Argentina ninguém falou de pandemia. Todos nos despedimos com um beijo e todos os estádios estavam cheios. É verdade aquele ditado que diz que ‘Não há pior surdo do que aquele que não quer ouvir’. Espero que todos consigamos superar este momento da melhor forma possível. Tanto ali como aqui. É difícil educar um país em 15 minutos, mas podemos fazer isso com educação, obediência e respeito. Boa sorte a todos»

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados