Inter de Milão muda de donos após empréstimo não reembolsado

22 mai, 11:00
Inter de Milão festeja um dos golos de Hakan Çalhanoglu, na vitória por 2-0 ante o Torino (MATTEO BAZZI/EPA)

Oaktree sucede à Suning e assume a liderança do clube italiano

Dias após ter conquistado o 20.ª Scudetto da sua história, o Inter de Milão mudou oficialmente de donos.

Até agora da Suning, o clube de Milão passa agora para as mãos da Oaktree, um fundo norte-americano que tinha feito um empréstimo de 395 milhões precisamente aos acionistas do clube em 2021.

Três anos depois, esse valor não foi reembolsado e por isso a Oaktree assume a liderança dos nerazzurri.

Em 2021, o Inter caminhava para registar perdas financeiras recorde. Aí, apareceu a Oaktree em ação: o fundo deu aos acionistas os recursos necessários para que a situação estabilizasse, nomeadamente com o pagamento dos salários a jogadores e funcionários.

«Sabemos da nossa responsabilidade para com o legado histórico do Inter. Estamos comprometidos com o sucesso a longo prazo dos nerazzurri e acreditamos que as nossas ambições para o clube se unem às dos adeptos apaixonados do clube, em Itália e em todo o mundo», afirmou Alejandro Cano, CEO da Oaktree na Europa, citado pela Gazetta dello Sport.

«O nosso objetivo inicial é a estabilidade operacional e financeira do clube. Temos um grande respeito pela equipa administrativa do Inter. (…) O nosso objetivo é continuar o sucesso alcançado em campo com um caminho de crescimento e sucesso a longo prazo», acrescentou.

Relacionados

Patrocinados