HISTÓRICO: MANCHESTER CITY É TETRACAMPEÃO INGLÊS!!!

19 mai, 17:59

Comandados de Pep Guardiola são os primeiros a vencer por quatro vezes consecutivas o campeonato, na história do futebol em Inglaterra

A tarde deste domingo foi histórica para o Manchester City, que se sagrou tetracampeão inglês, após vencer o West Ham por 3-1.

No Etihad, os comandados de Pep Guardiola atingiram um feito nunca antes conseguido, já que se tornaram na primeira equipa de sempre a vencer por quatro vezes consecutivas a Liga Inglesa, na história do futebol no país.

Poucas horas depois de ter sido eleito o melhor jogador desta edição do campeonato britânico, Phil Foden mostrou mais uma vez o porquê de todo o destaque que tem recebido. Um momento de pura magia, em que o internacional inglês passou por um adversário e num movimento que já lhe é característico, rematou colocado e sem qualquer hipótese para o guarda-redes.

Melhor que um, só dois belos momentos perante os adeptos dos «citizens». Doku fez o que quis do lado esquerdo do ataque e um passe para o interior da área foi suficiente para Foden chegar ao «bis». Tudo fácil para a equipa da casa e uma vantagem de dois golos, que se justificava face às incidências do jogo.

Só que a fechar o primeiro tempo e quando nada o fazia prever, o West Ham ainda conseguiu reduzir (e de que forma!).

Na sequência de um pontapé de canto, a bola sobrou para Kudus, que tirou as medidas ao esférico e assinou um autêntico golaço, com um gesto técnico para ver e rever.

Este foi, de resto, o resultado que se manteve até ao intervalo e mais só mesmo nos segundos 45 minutos. Se falamos em jogadores talhados para os grandes palcos, temos de falar de Rodri, que voltou a aparecer em grande plano, aos 59 minutos.

Bernardo Silva deu um toque português à jogada e assistiu o internacional espanhol para o 3-1 final.

No lado oposto da barricada, o Arsenal procurava ser o obreiro de um milagre (sabendo que não dependia apenas de si) e fez o que lhe competia, com um triunfo por 2-1, na receção ao Everton.

Ainda assim, Mikel Arteta não ganhou para o susto, já que os visitantes, apesar do ascendente londrino, conseguiram fazer o primeiro aos 40 minutos. Através de um livre direto, Idrissa Gueye beneficiou de um desvio num defesa para inaugurar o marcador, no Emirates.

Só que três minutos bastaram para a equipa da casa restabelecer a igualdade no marcador. Belo lance construído do lado direito do ataque dos «gunners», com Odegaard a cruzar para o coração da área, onde surgiu o remate certeiro do improvável Tomiyasu.

Apesar das notícias que chegavam de Manchester não serem as melhores, o que é facto é que o Arsenal acabou por chegar ao golo da vitória já bem perto do minuto 90. O lance ainda teve de ser revisto pelo VAR, mas contou mesmo e Kai Havertz colocou o nome na lista de marcadores.

.(VÍDEOS: ELEVEN NA DAZN).

Patrocinados