«Manter Ronaldo no Man United para o sentar no banco é ridículo»

2 out, 23:11
Cristiano Ronaldo no Manchester City-Manchester United

Roy Keane, histórico do Manchester United, sai em defesa do avançado português. «Deviam tê-lo deixado sair, ele teve quatro ou cinco opções»

Lenda do Manchester United, onde ganhou tudo o que havia para ganhar ao longo de mais de dez temporadas, Roy Keane saiu em defesa de Cristiano Ronaldo, que perdeu protagonismo nos Red Devils e neste domingo não saiu sequer do banco de suplentes na derrota pesada com o Manchester City por 6-3.

«O Man United tem desrespeitado Ronaldo e penso que deviam tê-lo deixado sair antes do fecho do mercado de transferências. O treinador segurou-o porque precisava de opções, mas não se segura o Ronaldo para o sentar no banco. Ronaldo é um dos melhores jogadores de sempre. Ele [Ronaldo] tinha opções [para sair no verão]. Tinha quatro ou cinco opções», apontou Roy Keane em declarações à Sky Sports.

O antigo médio criticou a justificação dada por Erik Ten Hag, que disse não ter lançado Cristiano no jogo na segunda parte (quando o resultado chegou a ser de 4-0 e 6-1) por respeito para com a carreira que tem, e considerou que a situação do avançado português, com quem chegou a jogar os Man United, só terá tendência a agravar-se.

«A grande questão é que Ten Hag não vai pôr Ronaldo a jogar. Vai jogar mais nos jogos da Liga Europa, mas isto só vai ficar mais feio com o avançar da época. O United só tem desrespeitado o Ronaldo e deviam tê-lo deixado sair quando houve uma oportunidade», reiterou. «Como eu disse, ele teve opções para sair, eu sei disso. Segurá-lo para o sentar no banco é ridículo para um jogador com o estatuto dele», concluiu.

Relacionados

Ronaldo

Mais Ronaldo

Patrocinados