Inflação nos EUA chega ao valor mais alto em 40 anos

Agência Lusa , BC
10 jun, 14:41
Supermercado (Foto: Getty Images)

Taxa de inflação subiu para os 8,6%, impulsionada pelos preços dos produtos energéticos e pela subida dos preços da habitação e dos bens alimentares

A taxa de inflação nos Estados Unidos subiu em maio para os 8,6%, superando em três décimas o valor registado em abril, o valor mais elevado dos últimos 40 anos, segundo os dados hoje divulgados pelo Departamento do Trabalho.

Esta subida da inflação em maio foi essencialmente impulsionada pelos preços dos produtos energéticos e também, ainda que em menor escala, pela subida dos preços da habitação e dos bens alimentares.

Os preços da energia (crude, gasolina, eletricidade e gás) aumentaram 34,6% nos últimos 12 meses, impulsionados pelo preço do petróleo que 106,7%, o maior aumento desde que há registo de dados.

Na comparação com abril, os preços da energia aumentaram 3,9%, contrastando com a queda de 2,7% então registada face ao mês anterior.

Os preços dos alimentos registaram, por seu lado, uma subida de 10,1% em um ano, com os produtos relacionados com as compras em supermercado a avançares 11,9% e os alimentos em restaurantes e subirem 7,4%.

Na evolução mensal, ambos os preços subiram mais em maio do que tinham subido em abril por comparação com março.

Excluindo os preços dos alimentos e da energia, a inflação aumentou em maio 6% em termos homólogos.

O aumento dos preços em maio contrasta com o ligeiro abrandamento observado em abril, em que se registou a primeira queda em sete meses, com o indicador a atingir a sua taxa mais elevada desde 1981.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Economia

Mais Economia

Patrocinados